Cotidiano

Líquido escuro e fedido: Lava-jato é interditado e multado por lançar dejetos a céu aberto em cidade de MS

Vídeo mostra efluentes percorrendo rua

João Ramos Publicado em 10/04/2021, às 22h38

Vizinhança estava incomodada
Vizinhança estava incomodada - (Divulgação PMA)

Após receber denúncia de poluição ambiental afirmando que um lava-jato estaria lançando dejetos a céu aberto, a Polícia Militar Ambiental de Jardim foi ao local e interditou a empresa.

Chegando lá, os policiais constataram que havia uma vala aberta transbordando líquido de coloração escura e com forte odor na área da empresa, passando em frente a várias residências e causando transtornos aos moradores. Vídeo mostra como a situação estava ainda na manhã deste sábado (10):

O proprietário afirmou que o sistema de drenagem apresentou entupimento e disse que teria efetuado uma escavação para acesso à caixa de manutenção de resíduos.

Sem sucesso, ele deixou a escavação aberta, vazando os resíduos líquidos e dejetos do lava-jato, contendo substâncias oleosas e outros produtos químicos.

As atividades e serviços foram paralisadas. O empresário de 49 anos, que mora no local, foi autuado administrativamente e multado em 5 mil reais.

Ele também poderá responder por crime de poluição, com pena de um a quatro anos de reclusão. O dono do estabelecimento foi notificado a regularizar toda a situação de tratamento e remover os resíduos contaminantes.

Jornal Midiamax