Cotidiano

Lembra do Joãozinho? Ainda sem diagnóstico, menino precisa de ajuda para novos exames

O pequeno João Noah, o Joãozinho, tem pouco mais de um ano, mas já lida com obstáculos de gente grande. Em novembro de 2020, o Jornal Midiamax contou parte da história do garoto, que precisou de ajuda financeira para realizar uma tomografia com contraste e sedação, de R$ 1.900,00, a fim de diagnosticar seu problema […]

Carolina Rocha Publicado em 17/01/2021, às 07h25 - Atualizado em 18/01/2021, às 07h38

Joãozinho com 1 ano e 7 meses.
Joãozinho com 1 ano e 7 meses. - Joãozinho com 1 ano e 7 meses.

O pequeno João Noah, o Joãozinho, tem pouco mais de um ano, mas já lida com obstáculos de gente grande. Em novembro de 2020, o Jornal Midiamax contou parte da história do garoto, que precisou de ajuda financeira para realizar uma tomografia com contraste e sedação, de R$ 1.900,00, a fim de diagnosticar seu problema de saúde. Ele tinha suspeita de um tumor ou de sofrer macrocefalia, que fez com que seu crânio crescesse mais que o normal.

Com as doações e com o dinheiro arrecadado com a venda de cachorros-quentes, o exame foi finalmente realizado e descartou tanto o tumor como a hidrocefalia. Com esses descartes, o pequeno irá precisar de uma ressonância para chegar ao diagnóstico. O problema é que o novo exame é ainda mais cara do que o primeiro, custando R$ 2,5 mil.

Na primeira matéria feita pelo Jornal Midiamax, a mãe conta que quando Joãozinho nasceu ele não tinha nenhum tipo de problema e o tamanho da cabeça do recém-nascido era normal. No entanto, quando ele completou quatro meses, começou a perceber que talvez não estivesse muito proporcional.

Lembra do Joãozinho? Ainda sem diagnóstico, menino precisa de ajuda para novos exames
Joãozinho com 1 ano.

Ao notar algo diferente em seu filho, o levou ao médico e este disse que não tinha nada anormal e não deu muita importância a preocupação da mãe. Depois da insistência, quando o pequeno fez quatro meses, pediu um ultrassom, que Carla mesmo pagou. Infelizmente, não teve sucesso em um diagnóstico e os laudos foram inconclusivos.

Mas a mãe do menino não desistiu, pois sabia que não estava norma, quando o menino completou um ano, o médico que o atendia encaminhou João para um especialista.

Na consulta com neurologista, ele deixou claro que tinha mesmo algo de errado, mas ele ainda não conseguiu concluir o diagnóstico. Mas a suspeita é que seja macrocefalia ou um tumor, pelo fato de ter nascido com a cabeça normal e ir vir crescendo com o tempo.

Após conseguir metade do dinheiro da tomografia e ter pago a outra metade, as duas possibilidades foram descartadas e agora o pequeno precisa de um exame ainda mais preciso.

Na tentativa de arrecadar esse dinheiro o quanto antes, a mãe do pequeno João Noah, está vendendo cachorro-quente todos os dias e também planeja fazer um almoço beneficente em Bandeirantes, cidade onde a cunhada dela mora e se propôs a ajuda-la.

Lembra do Joãozinho? Ainda sem diagnóstico, menino precisa de ajuda para novos exames
Joãozinho com 1 ano e 5 meses | Foto: Acervo da Família

Em depoimento ao Jornal Midiamax, com voz tremula e na esperança de conseguir o dinheiro o quanto antes, Carla desabafa: ““minha vida está virando de cabeça pra baixo para tentar fazer esse exame o mais rápido possível”.

A família de Joãozinho sabe que quanto antes for feito um diagnóstico, mais eficaz pode ser o tratamento. E por isso aceita qualquer tipo de doação, em qualquer valor. Também pode ser feito através de alimentos para contribuir no almoço que será bobó ou nos ingredientes do cachorro-quente.

A venda do cachorro-quente acontece na rua Nova Bandeirantes, nº 193, vila jacy. As ajudas também podem ser feitas através de uma vaquinha online ou doações pelo pix: 04914218186. Para quem deseja entrar em contato com a mãe, o telefone é (67)  992842483 (Carla).

Jornal Midiamax