Cotidiano

Jogos Escolares de MS começam nesta quinta com mais de 400 atletas e medidas de biossegurança

O jogos serão realizados entre os dias 21 e 24 de outubro com atletas de 15 a 17 anos

Lucas Mamédio Publicado em 20/10/2021, às 16h42

None
(Foto: Divulgação)
Começa nesta quinta-feira (21), em Três Lagoas, os Jogos Escolares da Juventude de Mato Grosso do Sul 2021. No total, vão participar 432 alunos-atletas (194 no feminino e 238 no masculino) e 37 técnicos de 20 municípios com idade entre 15 e 17 anos. O evento vai até o dia 24 de outubro.

Serão disputadas cinco modalidades: basquetebol, basquete 3x3, futsal, handebol e voleibol. Neste ano, os Jogos nesta faixa etária não será seletiva à fase nacional. Isso porque o Comitê Olímpico do Brasil (COB) cancelou, em agosto, os Jogos da Juventude 2021, antes previstos para o mês de dezembro, em Aracaju (SE).

Mesmo não sendo classificatório à etapa brasileira, a Fundesporte decidiu realizar o evento para, segundo ela, motivar atletas e técnicos, além de promover o convívio social após longo período de isolamento causado pelo novo coronavírus (Covid-19). “Não tem preço ver a alegria dos nossos atletas quando vêm disputar os Jogos. Eles se dedicam nos treinos e esperaram muito por esse momento, ainda mais na pandemia, em que os treinos foram paralisados e muitas competições também”, frisa o diretor-presidente da Fundesporte, Marcelo Ferreira Miranda.

 As delegações com estudantes-atletas, técnicos e membros de comissão chegam na quinta-feira (21) e vão ser recepcionadas a partir das 8 horas na Arenamix. No local será realizado o credenciamento, a regularização de pendências junto à Secretaria Geral dos Jogos e funcionará o refeitório.

Medidas sanitárias

A Fundesporte estabeleceu um protocolo de orientação de biossegurança, elaborado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), assim como foi nas etapas anteriores dos Jogos Escolares (12 a 14 anos e 15 a 17 anos, nas individuais) e nas Paralimpíadas Escolares de Mato Grosso do Sul.

Todos os envolvidos no evento (equipe organizadora da Fundesporte, médicos e fisioterapeutas, árbitros e dirigentes/chefes de delegação e demais membros de estafe) passam por testes de Covid-19 (coleta com swab/cotonete nasal), realizados por profissionais da SES.

Os integrantes das delegações (estudantes-atletas, técnicos, motoristas e demais funcionários) são testados no ato do embarque, com emissão de laudo que comprove o resultado negativo. Além disso, todos os alunos-atletas passam por avaliação médica prévia, uma das obrigatoriedades do regulamento geral dos Jogos. Posteriormente, cada município, por meio de sua secretaria de saúde, ficará encarregado de monitorar os participantes por pelo menos 10 dias, conforme orientação da SES.

Jornal Midiamax