Cotidiano

Janeiro foi o 3º mês mais letal desde o início da pandemia em MS

Janeiro é o terceiro mês mais letal desde a chegada da doença em MS, o mês atingiu marca de 2,02% de letalidade para a Covid-19.

Dândara Genelhú Publicado em 03/02/2021, às 06h57 - Atualizado às 10h53

(Foto: Ilustrativa/Arquivo Midiamax.)
(Foto: Ilustrativa/Arquivo Midiamax.) - (Foto: Ilustrativa/Arquivo Midiamax.)

Desde os primeiros cinco dias, janeiro já registrou mais mortes por coronavírus do que os quatro primeiros meses de pandemia em Mato Grosso do Sul. Assim, o mês é o terceiro com maior índice de letalidade desde a chegada da doença no Estado.

Janeiro atingiu marca de 2,02% de letalidade para a Covid-19. De acordo com os boletins epidemiológicos da SES (Secretaria de Estado de Saúde), foram confirmados 27.260 casos no mês e 552 mortes em todo o Estado.

Então, os meses com maior letalidade por coronavírus são os primeiros da pandemia. Abril registrou 3,8% de índice, com oito óbitos e 207 casos confirmados. Já o segundo colocado é março, que foi 2,08% letal. Foram 48 infectados naquele mês e uma vítima fatal.

MêsLetalidade (%)CasosMortes
Março 20202,08481
Abril 20203,82078
Maio 20200,891.23411
Junho 20201,096.47671
Julho 20201,8916.971321
Agosto 20202,0324.001489
Setembro 20201,7920.769430
Outubro 20201,7012.638283
Novembro 20201,0816.717181
Dezembro 20201,6834.700584
Janeiro 20212,0227.360552

Estabilidade e queda

Apesar disto, o Estado tem registrado queda ou estabilidade nos óbitos diários causados pela Covid-19. Nesta terça-feira (2), MS é um dos 11 estados brasileiros que estão com a média móvel de mortes estável.

De acordo com o Consórcio de Imprensa, o Estado possui menos 14% do índice já registrado anteriormente. Assim, a média é de 15 óbitos diários causados por coronavírus.

No último domingo (31), o Estado registrou queda de 20% na média móvel de mortes por coronavírus. Assim, MS possui média de 14 mortes diárias, sendo que foram registradas 11 nas últimas 24h.

Em janeiro, o estado chegou a registrar 23 mortes na média diária, quando registrou 28 mortes em um dia. Além disto, os casos também registraram queda. No dia 31, a média móvel foi de 398 infectados, sendo que já chegou a 1.097 em janeiro.

Jornal Midiamax