Cotidiano

Internado há 96 dias, médico de Campo Grande tem alta após vencer covid-19, parada cardíaca e sangramento no cérebro

Jhonny Lopes Biancão estava hospitalizado desde 26 de dezembro do ano passado

Jones Mário Publicado em 01/04/2021, às 18h48

Médico Jhonny Biancão Lopes
Médico Jhonny Biancão Lopes - Reprodução/Instagram

O médico Jhonny Biancão Lopes, 40 anos, recebe alta hoje (1º), pouco mais de três meses depois de ser internado com covid-19. Após dias e noites de angústia e também de oração, familiares e amigos esperam Jhonny no estacionamento do hospital da Unimed, em Campo Grande, com camisetas e balões brancos, para celebrar a vida.

Irmão, o corretor de imóveis Fábio Biancão Lopes conta que o médico chegou a sofrer uma parada cardíaca durante o tratamento. Jhonny deixou a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) há aproximadamente 20 dias.

“Ele entrou [no hospital] no dia 26 de dezembro. Foram 96 dias de muita oração, clamor, joelho dobrado, pedindo para Deus”, resume Fábio. No período hospitalizado, Jhonny ainda superou uma fibrose pulmonar e um sangramento no cérebro.

Familiares e amigos do médico Jhonny Biancão Lopes esperam sua saída do hospital da Unimed - Arquivo Pessoal

Com a alta, o médico enfim pode voltar para casa, junto da esposa e de seus dois filhos. Depois da plena recuperação, o clínico-geral poderá retomar o atendimento de seus pacientes em Terenos e na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Almeida, em Campo Grande.

Jhonny Biancão Lopes se junta a outras 196.702 pessoas que se recuperaram da covid-19 em Mato Grosso do Sul, segundo dados da SES (Secretaria de Estado de Saúde). A doença já fez 4.334 vítimas no Estado.

Jornal Midiamax