Cotidiano

Interdições, semáforo desligado e chuva deixam trânsito caótico no Centro de Campo Grande

Ausência de equipes da Agetran nas ruas deixa motoristas inseguros e aumenta risco de acidentes

Gabriel Maymone Publicado em 07/10/2021, às 08h13

Trânsito lento na Avenida Afonso Pena
Trânsito lento na Avenida Afonso Pena - Leitor / Midiamax

O campo-grandense que sai de casa por volta das 7h30 já sabe que vai enfrentar trânsito complicado, por se tratar de horário de pico, com maior fluxo de carros nas ruas. Entretanto, os motoristas que passam pela Avenida Afonso Pena e ruas da região central na manhã desta quinta-feira (7) devem ter cuidado redobrado — e muita paciência.

Na Avenida Afonso Pena — a principal da cidade — o trânsito começa a ficar lento já no trevo com a Avenida Bandeirantes. São vários fatores que levam a esse caos como o horário de pico (quando muitos saem para trabalhar), interdições no Centro (por conta das obras do Reviva Centro), semáforos com problemas e até a chuva, que faz motoristas tomarem cuidado redobrado e reduzir a velocidade.

Conforme o chefe da fiscalização da Agetran (Agência Municipal de Trânsito), Carlos Guarini, são dois pontos de interdições para obras nesta quinta-feira:

- Rua Rui Barbosa entre a Afonso Pena e a Barão do Rio Branco

- Rua Pedro Celestino entre a Rua Eduardo Santos Pereira e Rua das Garças

"O trânsito fica complicado com o horário de pico e a chuva. As pessoas reduzem a velocidade e acaba provocando pequenos pontos de congestionamento", explicou Guarini.

Sem ordem

Apesar do horário de pico, interdições e trânsito complicado, não há presença de agentes da Agetran para coordenar o trânsito, o que dificulta a vida do motorista campo-grandense.

Além disso, há pontos como o cruzamento da Rua 13 de Maio com a Rua 26 de Agosto em que o semáforo não está funcionando. A ausência das equipes da Agetran deixam o trânsito caótico, que aliado à chuva, aumenta o risco de acidentes de trânsito.


Semáforo desligado aumenta risco de acidente em cruzamento no Centro - Foto: Leitor / Midiamax

A reportagem solicitou esclarecimentos à Agetran sobre a falta de fiscalização no trânsito, mas não obtivemos retorno até a publicação deste texto. O espaço segue aberto para manifestação.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Midiamax

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp do Jornal Midiamax no número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.

Jornal Midiamax