Cotidiano

Harpia é flagrada ao caçar macaco em atrativo de Bodoquena

Maior ave de rapina do Brasil, uma harpia foi flagrada caçando um macaco em um atrativo turístico de Bodoquena, na sexta-feira (22). O registro raro foi feito pelo gerente da Fazenda Boca da Onça, Cristiano Godinho, que aproveitou para fazer uma série de imagens da ave. Ele conta que o flagrante ocorreu quando o motorista […]

Danúbia Burema Publicado em 23/01/2021, às 13h00 - Atualizado às 13h19

(Foto: Cristiano Godinho/Fazenda Boca da Onça)
(Foto: Cristiano Godinho/Fazenda Boca da Onça) - (Foto: Cristiano Godinho/Fazenda Boca da Onça)

Maior ave de rapina do Brasil, uma harpia foi flagrada caçando um macaco em um atrativo turístico de Bodoquena, na sexta-feira (22). O registro raro foi feito pelo gerente da Fazenda Boca da Onça, Cristiano Godinho, que aproveitou para fazer uma série de imagens da ave.

Ele conta que o flagrante ocorreu quando o motorista do atrativo foi levar um grupo de turistas até o início da trilha, a 2,5 quilômetros do receptivo da fazenda. Ao retornar, ele avisou por rádio.

“Eu estava em casa almoçando e corri . Quando cheguei ela estava tirando os pelos do macaco ainda, no chão. Quando cheguei com o carro próximo ela levantou com o macaco pendurado”, detalhou. Após largar a presa, a ave ficou em uma árvore próxima aguardando que os expectadores fossem embora.

Nesse ínterim, acabou atacada por um grupo de 10 pássaros-pretos, contou o gerente. Ao pousar em outra árvore, ela acabou servindo de modelo para as lentes de Godinho. Neste sábado (23), ao retornar ao local, ele disse que a carcaça do macaco não estava mais lá, mas não dá pra saber se foi a ave majestosa quem levou embora a refeição.

Apesar da harpia viver pelo local, muitos tentam fotografar suas aparições, o que nem sempre é possível. Mesmo após ter feito uma porção de fotos, Cristiano comemora o flagra: “A cena do macaco só eu que vi”. Confira abaixo as imagens feitas por ele: 

Jornal Midiamax