Cotidiano

‘Grito dos Excluídos’ em Dourados teve programação cultural

Manifestantes trocaram a Avenida Marcelino pela realização de danças circulares no Parque do Lago

Marcos Morandi Publicado em 08/09/2021, às 07h17

Jovens se reuniram no Parque do Lago, em Dourados
Jovens se reuniram no Parque do Lago, em Dourados - Cido Costa

Mesmo com poucos participantes, os manifestantes de oposição ao presidente Jair Bolsonaro não deixaram de expressar o descontentamento com a administração federal no dia 7 de Setembro, com o tradicional ‘Grito dos Excluídos’, que teve algumas inovações.

Ao invés dos protestos e do conteúdo político mais contundente, desta vez os manifestantes preferiram permanecer concentrados no Parque Antenor Martins, jardim Flórida, na tarde de terça-feira, Dia da Independência.

O mesmo local foi o ponto de partida, às 9h, de apoiadores de Bolsonaro, que foram à avenida Marcelino Pires em carreata e motociata. Entretanto, para os participantes do ‘Grito dos Excluídos’, recital de poesias, apresentação de bandas e danças circulares.

A maioria dos participantes que estiveram no Parque do Lago era jovem. Havia tambores, faixas com apoio ao ex-presidente Lula e contra Bolsonaro. O movimento foi articulado pelo Comitê de Defesa Popular de Dourados.

Jornal Midiamax