Cotidiano

Fortes ventos derrubam embarcações e deixam pescadores à deriva em MS

Os ventos viraram as embarcações, mas todos foram socorridos com vida

Gabriel Neves Publicado em 02/10/2021, às 18h18

Corpo de Bombeiros de Bataguassu e PMA participaram das buscas aos pescadores
Corpo de Bombeiros de Bataguassu e PMA participaram das buscas aos pescadores - (Foto: Reprodução/Cenário MS)

Os fortes ventos que atingiram Mato Grosso do Sul nesta sexta-feira (1º) deixou pescadores à deriva no Rio Paraná. Ao menos dez pessoas foram surpreendidas pelas rajadas de vento enquanto pescavam na região de divisa com São Paulo.

Ainda na tarde de ontem, um barco ocupado por duas pessoas acabou virando. Um dos pescadores conseguiu chegar às margens do rio e foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros, em Bataguassu. O outro pescador só foi encontrado na manhã deste sábado (2), preso em uma árvore.

Outros dois casos parecidos também ocorreram devido aos fortes ventos, segundo o site Cenário MS. Outra dupla de pescadores passou a noite desaparecida após o barco que utilizavam virar durante a ventania, eles foram resgatados com vida na manhã de hoje.

O terceiro caso ocorreu no trecho do Rio Paraná próximo a Presidente Epitácio (SP), três caiaques ficaram à deriva, mas as seis pessoas a bordo conseguiram ser socorridas.

A tempestade de vento e poeira também destelhou casas e prédios, derrubou árvores e provocou até um tombamento de um caminhão na região de Presidente Prudente. Os ventos superaram os 100 km/h.

Alerta de tempestade

O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) emitiu um alerta de tempestade, abrangendo diversas cidades de Mato Grosso do Sul. Nos municípios localizados no centro e sul do Estado, existem chances de queda de granizo. O novo alerta é válido até o final da manhã de domingo (3). Ou seja, até lá 37 cidades correm perigo com as condições climáticas.

Conforme o instituto, poderão ser registradas chuvas entre 50 e 100 mm/dia, além de ventos entre 60 e 100 km/h e queda de granizo. São 37 municípios inclusos no alerta, como Amambai, Dourados, Fátima do Sul, Nova Andradina, Ponta Porã e outros da região sul do Estado.

O Inmet orienta para que os moradores, em caso de rajadas de vento, não se abriguem debaixo de árvores, pois há risco de queda e descargas elétricas; não estacionem veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda; se possível, desliguem aparelhos elétricos e quadro geral de energia.

Jornal Midiamax