Cotidiano

Fiscalização flagra festa em bar com mais de 80 pessoas em Campo Grande

Operação ainda abordou 173 pessoas nas ruas após o toque de recolher

Mylena Rocha Publicado em 19/04/2021, às 09h31

Fiscalização encontrou festa com cerca de 80 pessoas no bairro Moreninha III.
Fiscalização encontrou festa com cerca de 80 pessoas no bairro Moreninha III. - Divulgação/GCM

Campo Grande está com classificação de risco extremo para a transmissão do coronavírus, mas o desrespeito às orientações das autoridades continua. Mesmo com risco de infecção, a fiscalização flagrou uma festa em um bar no bairro Moreninha III, que contava com cerca de 80 pessoas. Além disso, foram abordadas 173 pessoas nas ruas após o toque de recolher. 

A GCM (Guarda Civil Metropolitana) informa que a equipe de fiscalização esteve no bar às 19h30, antes do início do toque de recolher. Havia cerca de 80 pessoas no local, mas os clientes já estavam se retirando da festa no momento da chegada da equipe. A festa foi encerrada e a Vigilância Sanitária notificou o estabelecimento. 

A GCM realizou ações de fiscalização nas sete regiões da Capital: Anhanduizinho, Bandeira, Centro, Imbirussu, Lagoa, Prosa e Segredo. Além da fiscalização, a Guarda ainda participou de operação conjunta com Vigilância Sanitária, Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) e Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito).

Ao todo, foram 97 estabelecimentos fiscalizados. Durante o toque de recolher, 173 pessoas foram abordadas nas ruas e orientadas a ficar em casa. Conforme dados da GCM, o número 153 recebeu 196 ligações somente no domingo (19), sendo que 75 eram sobre descumprimento das medidas de controle ou restrição.

Também foi realizada uma operação para reduzir acidentes no trânsito, parceria da GCM com o Detran-MS (Departamento de Trânsito de Mato Grosso do Sul) e Agetran. Ao todo, foram feitas 149 abordagens, sendo 112 carros e 37 motos. Conforme dados, 101 condutores passaram pelo teste do bafômetro, mas quatro recusaram. Segundo balanço, três CNH (Carteira Nacional de Habilitação) foram recolhidas.

Jornal Midiamax