Cotidiano

Familiares e amigos pedem orações a Paulo do Radinho, internado em estado grave no Pênfigo

Figura emblemática do Centro de Campo Grande, Paulo do Radinho sofreu complicações do diabetes e não esboça reações há 5 dias

Humberto Marques Publicado em 11/04/2021, às 11h22

Paulo do Radinho está internado em estado grave no Hospital do Pênfigo
Paulo do Radinho está internado em estado grave no Hospital do Pênfigo - Leandro Marques/Arquivo Midiamax

Paulo César da Silva Baptista, o Paulo do Radinho, está internado em estado grave no Hospital do Pênfigo, em Campo Grande, onde deu entrada há cerca de uma semana com quadro de hipoglicemia, uma complicação do diabetes. Há 5 dias ele não responde a estímulos depois que teve retirada a sedação. Entre familiares e amigos, os pedidos são de oração.

Praticamente uma “marca registrada” do Centro de Campo Grande, onde sua presença no cruzamento da Avenida Afonso Pena com a Rua 14 de Julho, com o inseparável radinho, era esperada nos finais da tarde –acompanhada ainda de uma inconfundível alegria traduzida na dança e acenos–, Paulo do Radinho permaneceu 38 dias internado no Hospital El Kadri, também por conta da diabetes, deixando o local em 3 de abril.

“Ele ficou no CTI do El Kadri esse tempo todo”, contou Maria Olinda Baptista, a Mana Baptista, irmã de Paulo, que mora em Jardim, para onde o levou a fim de concluir a recuperação. Contudo, a estadia durou pouco.

“Ele chegou no sábado passado e no domingo [4], de noitinha, passou mal e teve uma crise de hipoglicemia”, lembrou ela. Ele foi levado para o Hospital Cândido Mariano, em Jardim, onde chegou a ser estabilizado. No entanto, uma nova convulsão deu início aos esforços para que se conseguisse a transferência para Campo Grande em vaga zero.

“Ele teve de novo convulsão e tiveram de intubar e tentar vaga para Campo Grande. Conseguimos uma UTI daqui e ele seguiu em vaga zero para o Hospital do Pênfigo”, contou Mana. Ela descartou que a piora do irmão tenha relação com a Covid-19, como chegou a ser cogitado inicialmente –e afastado depois de exames.

Até o momento, também não foi emitida a confirmação de que Paulo sofreu morte cerebral. A suspeita existe porque, como explicou a irmã, “há 5 dias tiraram a sedação dele e ele não acordou. A pupila está parada e ele não responde”. Paulo também enfrentou febre e um quadro de pneumonia. Ele seria submetido a novos exames a fim de confirmar sua atual condição.

“Foi tudo muito rápido. Chegamos em Campo Grande para amanhecer segunda-feira [5]”, afirmou Mana. Nas redes sociais, amigos e conhecidos de Paulo do Radinho se uniram em corrente de oração por sua melhora. “Peço que rezem por ele!”, escreveu o jornalista Bosco Martins. Todas as orações, força e fé ao Paulo Do Radinho”.

“Que Deus o ajude na recuperação Paulinho, muito querido e amado por nós", escreveu o músico Geraldo Espíndola. "Paulinho, pessoa mais linda! Lute. Saia daí. O mundo precisa muito de sua luz, de sua alegria insistente e corajosa, de sua humanidade”, escreveu outro colega.

Jornal Midiamax