Cotidiano

Escolas Estaduais de Campo Grande têm alteração e passam a ser cívico-militares

As escolas Professor Alberto Elpídio Ferreira Dias e Marçal de Souza Tupã-Y, firmaram Termo de Adesão ao Programa Estadual das Escolas Cívico-Militares

Renata Volpe Publicado em 20/09/2021, às 07h58

Escola Estadual Marçal de Souza Tupã-Y, no Jardim Los Angeles, em Campo Grande
Escola Estadual Marçal de Souza Tupã-Y, no Jardim Los Angeles, em Campo Grande - Divulgação

As escolas estaduais de Campo Grande, Professor Alberto Elpídio Ferreira Dias e Marçal de Souza Tupã-Y, se tornaram cívico-militares, conforme decreto publicado pela SED-MS (Secretaria de Estado de Educação), nesta segunda-feira (20).

De acordo com a publicação, após Mato Grosso do Sul aderir ao Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares, foi feito estudo de demanda e viabilidade, bem como de audiência pública, de caráter consultivo, perante a comunidade escolar, para colher a anuência visando à adesão ao modelo de ensino.

Assim, foi levada em consideração a necessidade de adequar as denominações das unidades escolares que firmaram Termo de Adesão ao Programa Estadual das Escolas Cívico-Militares em Mato Grosso do Sul e, com isso, foram alteradas as denominações das unidades escolares da Rede Estadual de Ensino.

Portanto, altera-se para Escola Estadual Cívico-Militar Professor Alberto Elpídio Ferreira Dias (Prof. Tito) e altera-se para Escola Estadual Cívico-Militar Marçal de Souza Tupã-Y a denominação da Escola Estadual Marçal de Souza Tupã-Y.

Os decretos têm efeito a partir de 2 de janeiro do ano passado e foram assinados pela secretária de Educação, Maria Cecilia Amendola da Motta, e pelo governador, Reinaldo Azambuja (PSDB).

Jornal Midiamax