Cotidiano

Equipes fiscalizam 112 comércios e bar é interditado por aglomeração no bairro Tijuca

Ao todo, 165 pessoas foram abordadas na rua após toque de recolher

Mylena Rocha Publicado em 12/07/2021, às 08h43

Equipes fiscalizaram comércios durante a noite de domingo.
Equipes fiscalizaram comércios durante a noite de domingo. - Divulgação/GCM

Houve uma melhoria no cenário da pandemia, mas autoridades alertam que ainda não é hora de relaxar com as medidas. Contrariando as orientações, a população desrespeitou o toque de recolher e se aglomerou neste fim de semana. Na noite de domingo (11), as equipes fiscalizaram 112 comércios, sendo que um bar foi interditado por aglomeração. 

A GCM (Guarda Civil Metropolitana) realizou ações de fiscalização nas sete regiões da Capital: Anhanduizinho, Bandeira, Centro, Imbirussu, Lagoa, Prosa e Segredo. Além da fiscalização, a Guarda ainda participou de operação conjunta com Vigilância Sanitária, Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano), Procon (Subsecretaria de Proteção e Defesa do Consumidor) e Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito).

Ao todo, foram 112 estabelecimentos fiscalizados, sendo que um acabou interditado. As equipes flagraram aglomeração em um bar localizado no bairro Tijuca. Além disso, houve registro de infração de medida sanitária em uma tabacaria na avenida Fábio Zahran, onde uma pessoa foi conduzida à delegacia.

Durante o toque de recolher, 165 pessoas foram abordadas nas ruas e orientadas a ficar em casa. A fiscalização ainda atuou em uma denúncia de aglomeração em residência. Conforme dados da GCM, o número 153 recebeu 139 ligações somente no domingo (11), sendo que 45 eram sobre descumprimento das medidas de controle ou restrição.

Também foi realizada uma operação para reduzir acidentes no trânsito, parceria da GCM com o Detran-MS (Departamento de Trânsito de Mato Grosso do Sul) e Agetran. Ao todo, foram feitas 133 abordagens, sendo 111 carros e 22 motos. Conforme dados, 133 condutores passaram pelo teste do bafômetro, mas 10 recusaram. Segundo balanço, uma pessoa foi conduzida por dirigir embriagada.

Jornal Midiamax