Cotidiano

Enrolados em árvores ou caídos em portões: População corre risco com fios energizados nas ruas da Capital

Oitos bairros de Campo Grande continuam sem energia 50h após temporal

Fábio Oruê Publicado em 17/10/2021, às 22h07

Bombeiros dependem da concessionária para fazer retirada de árvores
Bombeiros dependem da concessionária para fazer retirada de árvores - Fotos: Fala Povo/ Jornal Midiamax

Dois dias após o temporal que deixou rastro de destruição em Campo Grande, prefeitura, Corpo de Bombeiros e Energisa, a concessionária de energia, ainda trabalham para reparar os estragos e reaver a normalidade e funcionamento na cidade. 

Como consequência da ventania e as mais de 150 quedas de árvores, a população está convivendo com os fios energizados que se romperam dos postes de luz, que podem causar graves acidentes, além dos transtornos da falta de luz.

Essa é a situação na Rua Dona Thomazia Rondon, entre a Rua Albert Sabin e a Avenida Tiradentes, no Taveirópolis. A árvore caiu durante o temporal e levou os fios e o poste de energia junto, na sexta-feira (15), deixando a região sem luz. Moradores acionaram os bombeiros, que dizem que precisam esperar a concessionária desernegizar os fios para poderem retirar a árvore. 

No bairro Chacará dos Poderes, o fio energizado está no portão de uma casa, na estrada WE 4. "Estourou ontem a noite. A árvore caiu em cima do fio, deu curto e estourou. A gente tem medo, mal estamos conseguindo abrir o portão", disse a moradora da casa ao Jornal Midiamax

Mais de 150 árvores caíram na Capital, e, de acordo com a Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos), as que ainda não foram retiradas são as que estão sobre a rede de energia, o que depende do trabalho conjunto com a concessionária.

Bairros sem luz

A Energisa informou que na Capital, as ocorrências de falta de luz estão concentradas em oito bairros: Nova Lima, Jardim Centro Oeste, Conjunto Aero Rancho, Jardim Centenário, Tiradentes, Jardim Veraneio, Parque Novos Estados e Pioneiros.

Além disso, 78% dos clientes de Mato Grosso do Sul, afetados pela falta de luz ocasionada pelo temporal, já tiveram sua energia normalizada. A concessionária afirmou que as equipes vão seguir trabalhando durante toda a madrugada para continuar reduzindo o número de solicitações. 

Para evitar congestionamento no 0800 da empresa e ampliar a capacidade de atendimento, a concessionária abriu as agências em Campo Grande e Dourados. A Energisa orienta os consumidores a priorizarem o atendimento pelo WhatsApp (Gisa): (67) 9 9980-0698 e aplicativo Energisa On (disponível no Google Play ou App Store do celular.

Jornal Midiamax