Cotidiano

Empresa que prometia crédito de R$ 100 mil se cliente pagasse R$ 10 mil é interditada pelo Procon de Campo Grande

Irregular, empresa deverá apresentar os documentos necessários para a sua regularização

Fábio Oruê Publicado em 28/09/2021, às 16h54

Procon CG, Decon e Procon MS participaram da fiscalização
Procon CG, Decon e Procon MS participaram da fiscalização - Foto: Divulgação

A equipe de fiscalização do Procon (Subsecretaria de Proteção e Defesa do Consumidor) Campo Grande interditou um comércio ilegal de carta de crédito, na Capital, nesta terça-feira (28). O órgão recebeu uma denúncia pelo canal de 156.

Segundo a denúncia, a empresa oferecia carta de crédito no valor de R$ 100 mil, desde que o consumidor efetuasse um pagamento de R$ 10 mil. A equipe do Procon foi ao local e constatou a irregularidade, visto que a empresa não tinha autorização do Banco Central do Brasil para a atividade.

Diante disto, o Procon interditou temporariamente as atividades da empresa até que apresente os documentos necessários para a sua regularização. A subsecretaria orienta ao consumidor que fique atento quando for contratar um consórcio, verificando se essa empresa é confiável.

Ele deve estar atento as propostas da empresa e pesquisar se constam reclamações nos sites Consumidor.gov ou Reclame aqui. As denúncias sobre suspeita de irregularidade podem ser feitas pelo telefone 156. Na fiscalização o Procon contou com o apoio da Decon (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra as Relações de Consumo) e do Procon Estadual.

Jornal Midiamax