Cotidiano

Em Selvíria, fazendeiro é multado em mais de R$ 51 mil por incêndio em vegetação nativa

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Três Lagoas autuou um fazendeiro em R$ 51.600,00 por incêndio em vegetação nativa, sem autorização ambiental. O flagrante aconteceu no município de Selvíria, em uma fazenda localizada na rodovia MS 444, nesta sexta-feira (15). O proprietário da fazenda, morador do munícipio de Pereira Barreto (SP), realizou o corte de […]

Ranziel Oliveira Publicado em 16/01/2021, às 13h55

(Foto: Divulgação / PMA)
(Foto: Divulgação / PMA) - (Foto: Divulgação / PMA)

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Três Lagoas autuou um fazendeiro em R$ 51.600,00 por incêndio em vegetação nativa, sem autorização ambiental. O flagrante aconteceu no município de Selvíria, em uma fazenda localizada na rodovia MS 444, nesta sexta-feira (15).

O proprietário da fazenda, morador do munícipio de Pereira Barreto (SP), realizou o corte de árvores isoladas em uma área de pastagem suja, com autorização ambiental expedida pelo órgão ambiental, porém, realizou o incêndio da vegetação sem a licença ambiental.

A área explorada foi medida com GPS e totalizou 173 hectares. O material lenhoso foi colocado em leiras e deveria ter sido aproveitado, conforme especifica a legislação, porém, o infrator realizou a queima da vegetação, extrapolando a permissão da licença ambiental, que jamais permite este tipo de destinação do produto, cuja a obrigatoriedade do aproveitamento é exigida.

As atividades foram interditadas. Contra o infrator, de 85 anos, foi confeccionado um auto de infração administrativo e arbitrada multa de R$ 51.600,00. Ele também responderá por crime ambiental com pena de seis meses a um ano de detenção.

Jornal Midiamax