Cotidiano

Em protesto contra o marco temporal, indígenas ainda bloqueiam duas BRs em MS

STF pediu vista e adiou julgamento do marco temporal nesta tarde

Fábio Oruê Publicado em 15/09/2021, às 16h11

Nos dias de julgamento, indígenas bloqueiam rodovias em forma de protesto
Nos dias de julgamento, indígenas bloqueiam rodovias em forma de protesto - Foto: Divulgação

Indígenas que protestam contra o marco temporal ainda interditam duas rodovias federais em Mato Grosso do Sul na tarde desta quarta-feira (15). Há pouco o julgamento foi adiado mais uma vez, após pedido de vista do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Alexandre de Moraes.

Conforme atualização da PRF (Polícia Rodoviária Federal), às 16h05, os manifestantes estão interditando a BR-463, no km 53, em Ponta Porã, e a BR-163, no km 135, em Naviraí. 

Anteriormente, os indígenas bloquearam a 163, na altura do km 308, em Rio Brilhante, e a BR-262, no km 542, em Miranda, mas as vias e o trânsito já foram liberados e estão fluindo. A PRF permanece nos locais mantendo a segurança do trânsito e negociando com os manifestantes.

Com o novo adiamento do julgamento, os dois locais interditados devem ser liberados em breve. O pedido de vista de Moraes foi feito após o ministro Nunes Marques votar favorável ao RE (Recurso Extraordinário) nº 1.017.365.

Jornal Midiamax