Cotidiano

Em meio à crise hídrica, saiba como denunciar desperdício de água em Mato Grosso do Sul

Confira dicas para economizar e aproveitar melhor este recurso natural

Gabriel Maymone Publicado em 06/09/2021, às 10h12 - Atualizado às 10h13

Crise hídrica leva a cautela no uso da água
Crise hídrica leva a cautela no uso da água - Divulgação

O país vive a pior crise hídrica dos últimos 91 anos e pode sofrer com racionamento de energia e água, além de correr risco de apagões. Dessa forma, é importante que haja conscientização da população, principalmente, em relação ao uso da água. Para ajudar na fiscalização, vamos destacar os canais de denúncia para desperdício de água.

A Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul), que atende 68 municípios do Estado, informou que possui ações de fiscalização  que envolvem, principalmente, a identificação de ligações clandestinas e vazamentos na rede de distribuição. "Ações de prevenção que identificam vazamentos 'invisíveis' também fazem parte da rotina das equipes de campo", pontuou em nota.

O número para denúncias da Sanesul é o 0800 067 6010, que pode ser usado para as seguintes denúncias:

  • Abrir chamado de conserto de rede quando for detectado na rua
  • Irregularidades (ligações clandestinas ou meios de distorcer o real consumo, etc...)

A concessionária lembra que furtar água é  crime previsto no art. 155 do Código Penal que pode render multa ou até prisão. Além disso, ligações clandestinas podem contaminar a água tratada e levar doenças à população.

Campo Grande

A prefeitura informou que, quando detectados vazamentos de água tratada, os casos são reportados à Águas Guariroba, responsável pelo abastecimento em Campo Grande.

Nos casos de lançamento de água servida na rua, a orientação é denunciar via 156.

A concessionária orienta que os consumidores fiquem atentos a vazamentos internos e forneceu orientações para evitar o desperdício:

  • Com a caixa d'água cheia, feche todas as torneiras e desligue aparelhos que usam água, se o hidrômetro continuar se movimentando, há vazamento na casa.
  • Mofo e umidade em paredes e mudança da coloração do revestimento podem indicar vazamentos de água;
  • Depois de um tempo sem usar o vaso sanitário, encoste um papel absorvente na parede do vaso. Se o papel ficar molhado é sinal de vazamento na válvula ou na caixa de descarga;
  • E a torneira não for alimentada por caixa d’água, feche o registro da casa, abra a torneira e espere a água parar de sair. Depois, coloque um copo cheio de água na boca da torneira. Se a água do copo for sugada pela torneira, há vazamentos no caso;
  • Se você sabe por onde passa o encanamento da parede, bata com cuidado nessa área. Se o som for diferente em alguma parte, há possibilidade de vazamentos.

Confira mais dicas para aproveitar melhor a água:

  • Aproveite a água da máquina para lavar a calçada;
  • Troque a mangueira pelo balde para lavar o chão;
  • Evite banhos demorados e feche o chuveiro quando for se ensaboar;
  • Feche a torneira enquanto escova os dentes ou faz a barba;
  • Feche bem as torneiras após o uso;
  • Aposte nos arejadores de torneira. Eles diminuem o volume de água sem prejudicar o fluxo;
  • Antes de lavar a louça, remova restos de comida dos pratos e das panelas;
  • Molhe plantas e jardins ao entardecer ou amanhecer e utilize regador em vez
  • De mangueira.
Jornal Midiamax