Cotidiano

Em lados opostos, grupos contra e a favor de Bolsonaro se encontram em protesto

Houve congestionamento e troca de xingamentos

Thatiana Melo e Danielle Errobidarte Publicado em 01/05/2021, às 11h22

Manifestantes se encontraram durante protesto
Manifestantes se encontraram durante protesto - (Henrique Arakaki, Midiamax)

Os grupos a favor e contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) acabaram se encontrando na manhã deste sábado (1º) de maio – Dia do Trabalhador – em manifestação que tomou conta das ruas de Campo Grande. Com o encontro dos dois grupos houve congestionamento.

Os manifestantes a favor e contra se encontraram na altura da rua Visconde de Taunaí, quando houve um buzinaço e troca de xingamentos e gestos obscenos entres os participantes das manifestações. Também por causa do encontro dos grupos teve um congestionamento, que logo foi dissipado quando houve a dispersão dos manifestantes.

[Colocar ALT]
Foto: Henrique Arakaki, Midiamax

Equipes da Polícia Militar do Batalhão de Choque faziam toda o acompanhamento das duas manifestações, caso houvesse confusão para a intervenção policial.

O movimento dos favoráveis ao presidente incluiu concentração e adesivagem em frente à Praça do Rádio Clube, no Centro. Como de costume, as críticas ao STF (Supremo Tribunal Federal) foram um dos temas principais do protesto. Outro grupo de manifestantes, desta vez professores e minorias, como indígenas, reuniu-se em frente à Fetems (Federação dos Trabalhdores em Educação de MS). No grupo saído da Fetems, o trajeto teve início na sede da entidade, na Rua 26 de Agosto, seguindo pela Duque de Caxias até o Aeroporto Internacional.

Jornal Midiamax