Cotidiano

Em Campo Grande, unidade de saúde alerta sobre surto de síndrome da Mão-Pé-Boca

Infecção pode causar febre, coceira, manchas vermelhas e bolhas em diversas partes do corpo

Gabriel Neves Publicado em 24/11/2021, às 16h23

Manchas vermelhas e bolhas estão entre os sintomas causados pela doença
Manchas vermelhas e bolhas estão entre os sintomas causados pela doença - (Foto: Reprodução)

Com casos crescentes em todo o Brasil, a USF (Unidade de Saúde da Família) Vila Fernanda, localizada em Campo Grande, usou suas redes sociais para alertar e orientar os pais sobre a síndrome da Mão-Pé-Boca, que atinge crianças de 6 meses até 5 anos de idade.

Conforme a publicação, a síndrome se trata de uma infecção viral contagiosa causada por um Enterovírus chamado Coxsackie A. Ele causa aftas, febre alta, coceira, manchas vermelhas e bolhas na região dos pés, mãos e em volta dos lábios.

Normalmente, quando infectadas, as crianças costumam ter dificuldades para comer, o que pode impactar na saúde como um todo. Os sintomas costumam durar de 7 a 10 dias, quando não há tratamento específico.

Pensando em uma forma de orientar os pais e mães, a unidade de saúde elaborou uma lista de recomendações em casos de infecção. Confira:

  • Em caso de infecção, a criança deve ficar em casa e permanecer em repouso enquanto durar os sintomas;
  • Ingestão de bebidas geladas como sucos naturais, chás e água são indispensáveis para manter a boa hidratação do organismo, uma vez que podem ser ingeridos em pequenos goles;
  • Os pais não podem descuidar da higiene, caso tenham contato com a criança doente é necessário lavar as mãos.
Jornal Midiamax