Cotidiano

Em 2 dias, número de pacientes com covid à espera de leito UTI sobe 9% e bate novo recorde em MS

Explosão de casos fez hospitais ficarem sem vagas para receber novos infectados

Gabriel Maymone Publicado em 02/06/2021, às 13h02

Com leitos UTI cheios, pacientes esperam em fila para internação
Com leitos UTI cheios, pacientes esperam em fila para internação - Divulgação

Mato Grosso do Sul teve aumento de 9% na fila de pacientes com covid esperando vaga para internação em hospitais. Assim, o número saltou de 255 na segunda-feira (31) para 278 nesta quarta-feira (02), conforme dados do boletim da covid divulgado pela SES (Secretaria Estadual de Saúde).

No início desta semana, levantamento do Consórcio dos Veículos de Imprensa apontava que MS estava com a 4ª maior fila de espera por vagas em UTI do país.

De acordo com os dados, a central de regulação de Campo Grande tem 170 pacientes com covid aguardando leito para internação. Desses, 144 estão em UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) e CRSs (Centros Regionais de Saúde) de Campo Grande.  Já na região de Dourados, são 75 pessoas na fila, sendo 37 em Dourados. E, por fim, na central de regulação do Estado são 33 pacientes. 

O informe indica que são 1.307 pessoas hospitalizadas com a doença no Estado, sendo que 548 estão em estado grave em eitos de UTI, sendo que 417 estão em leitos públicos e outros 131 estão em hospitais privados.

Sem vagas em hospitais, MS fez acordo com o estado de Rondônia que disponibilizou 10 vagas em leitos UTIs, sendo que o primeiro paciente, de Bonito, já foi transferido na manhã desta quarta-feira. Ainda conforme o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, ainda nesta quarta a SES deve ativar mais 10 leitos UTI em Ponta Porã e espera nos próximos dias abrir 20 novas unidades de internação para pacientes graves com covid, sendo 10 no hospital da UFGD, em Dourados, e outros 10 em Três Lagoas.

Veja mais detalhes abaixo:

Jornal Midiamax