Cotidiano

Durante a pandemia, teleconsulta-Covid de Campo Grande atendeu 120 mil moradores

Cerca de 14 mil pessoas receberam acompanhamento em casos necessários

Karina Campos Publicado em 14/04/2021, às 11h02 - Atualizado às 11h05

Sede de teleatendimento
Sede de teleatendimento - (Foto: Divulgação/PMCG)

O serviço de teleconsulta, da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), completou em março um ano de atendimento aos moradores de Campo Grande, que pediam orientações sobre a Covid-19. Durante a pandemia, cerca de 120 mil ligações foram feitas.

De acordo com a Sesau, a maior parte das ligações é para tirar dúvidas sobre a doença, consulta por um médico e acompanhamento, entre outras síndromes respiratórias agudas graves. Cerca de 14 mil moradores receberam suporte necessário.

O sistema foi desenvolvido pela prefeitura de Campo Grande, através da Agência Agetec (Municipal de Tecnologia da Informação e Inovação), apoio técnico da Saúde (Sesau) e Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), com intenção de ajudar moradores que estejam em isolamento passando por sintomas gripais.

Como funciona?

O morador que liga no (67) 2020-2170 recebe recepção eletrônica sobre os principais cuidados e sintomas da Covid-19. Em seguida, é coletado os dados do paciente, com base em um questionário pré-estabelecido, para que ele seja transferido para a equipe médica de teleatendimento.

Caso houver necessidade, o paciente será monitorado por telefone por uma equipe multidisciplinar a fim de acompanhar a evolução do caso. O serviço foi criado especialmente para atender a demanda causada pela pandemia do novo coronavírus, porém poderá ser expandido para o suporte de outras demandas posteriormente.

Jornal Midiamax