Cotidiano

'Desde sexta sem vender nada': árvore gigante cai sobre floricultura em Campo Grande

Proprietário lamenta ocorrido e aguarda solução para retomar vendas

Gabriel Maymone Publicado em 18/10/2021, às 13h04

Estabelecimento vai completar 3 dias sem energia elétrica na Vila Olinda
Estabelecimento vai completar 3 dias sem energia elétrica na Vila Olinda - Leitor Midiamax

Árvore com cerca de 12 metros de altura está caída sobre uma floricultura na Rua Montese, Vila Olinda, em Campo Grande, desde a tempestade na tarde de sexta-feira (15). Na queda, a árvore atingiu a fiação elétrica e, desde então, o estabelecimento está sem luz.

Com a demora para a retirada da árvore e restabelecimento da energia elétrica, o proprietário Celso Neri Arantes contabiliza prejuízos. "Com esse temporal, caiu tudo aqui e quebrou. Estamos desde sexta sem vender nada aqui, só prejuízo", lamenta.

A ocorrência faz parte dos 18% de clientes afetados pelo temporal que ainda não foram atendidos, segundo números informados nesta segunda-feira pela Energisa. "Os vizinhos já ligaram, eu já liguei, eles dizem que tem muitas ocorrências e estão atendendo os chamados, mas não chegou no nosso ainda". 

A situação se complica, uma vez que os bombeiros chegaram a ir ao local, mas informaram que é necessário que a Energisa desligue a rede elétrica para que seja feita a poda da árvore.

Ainda conforme Celso, a esposa dele, Cirlene Alves Nogueira, protocolou pedido para poda e remoção de árvore no dia 30 de setembro junto à Prefeitura de Campo Grande, alegando risco de dano físico a outros. Porém, o pedido não foi atendido a tempo.

Clientes 'no escuro' e prejuízos

Moradores de pelo menos 13 bairros de Campo Grandee em diversas fazendas na área rural já estão há mais de 72 horas sem energia e amargam prejuízos que vão de alimentos a dia de trabalho. 

Tudo começou na tempestade de poeira que atingiu a Capital na tarde de sexta-feira (15), com rajadas de vento acima de 100 km/h. Centenas de árvores foram derrubadas e milhares de famílias ficaram sem fornecimento de energia elétrica. Em alguns pontos, o serviço foi restabelecido em poucas horas, mas, na maioria dos locais, cidadãos ficaram mais de 30 horas sem luz.

Em nota, a Energisa limitou-se a informar que 18% dos clientes afetados pela falta de energia ainda não tiveram o serviço restabelecido e justificou alegando que houve aumento na demanda de serviço na ordem de "15 vezes a mais que o habitual".

Teve prejuízo? Saiba como ser ressarcido.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Midiamax

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp do Jornal Midiamax no número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.

Jornal Midiamax