Cotidiano

Covid prolongada: saiba o que é e os sintomas para identificar o fenômeno

Especialista explica que é importante fazer uma avaliação pós-Covid

Dândara Genelhú Publicado em 30/04/2021, às 15h15

Sintomas costumam passar após quatro semanas, mais que isso é preciso se atentar.
Sintomas costumam passar após quatro semanas, mais que isso é preciso se atentar. - Foto: Reprodução.

Já passou pela Covid-19, mas ainda sente alguns sintomas da doença ou ficou com algum tipo de sequela? Você pode sofrer de Covid Prolongada, fenômeno estudado por entidades brasileiras e a OMS (Organização Mundial da Saúde). 

Para detectar sintomas e sequelas, e avaliar medidas de combate ao fenômeno, 1,2 mil brasileiros foram acompanhados na pesquisa brasileira com a OMS. Assim, essas pessoas receberam ligações três, seis, nove e 12 meses após a recuperação da Covid-19. 

Ao Jornal Midiamax, o enfermeiro doutor em infectologia Everton Lemos explicou que embora a maioria das pessoas melhorem após algumas semanas, outras não. “Desta forma é preciso entender quais são os efeitos na saúde do indivíduo, de curto e longo prazo associados a Covid-19”. 

Ele lembra que “Síndrome pós-Covid”, “Covid longa ou persistente”, ou “Covid-19 pós aguda”, “são nomes utilizados para exemplificar a existência de um conjunto de sinais e sintomas associados a Covid-19, e que podem permanecer por um tempo maior”. Porém, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) unifica as situações com o termo “condições pós-Covid”.

Mas como saber se é Covid prolongada?

De acordo com o doutor em infectologia, a persistência de sintomas após quatro semanas de infecção do vírus é um dos principais sinais. Everton lista febre persistente, dor de cabeça, dificuldade em respirar ou falta de ar e tosse como algumas das condições mais frequentes.

“É importante destacar, que ao persistir os sintomas, mesmo após a alta do isolamento social, deva procurar os serviços de saúde para uma reavaliação do estado de saúde”, afirma. 

Quais os riscos dessas condições?

Para pessoas que sofrem de condições pós-Covid, existe a preocupação do efeito multiorgânico. Ou seja, a Covid-19 é uma doença causada por um vírus que afeta órgãos como coração, pulmões, rins, pele e até mesmo funções cerebrais. 

Então, “não se sabe por quanto tempo os efeitos do sistema multiorgânico podem durar e se os efeitos podem levar a condições crônicas de saúde”, destaca Everton. Assim, o especialista afirma que é preciso dar importância a esses sintomas e procurar uma avaliação pós-Covid.

Então, na suspeita da Covid Prolongada, você deve procurar uma das APS (Unidades de Saúde da Atenção Primária de Saúde), para avaliações e cuidados continuados da saúde. Para situações em que haja emergência, como dificuldade respiratória ou falta de ar, Everton recomenda a procura de uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento).

Jornal Midiamax