Cotidiano

Corumbá flexibiliza toque de recolher após queda no número de casos de coronavírus

Medida foi publicada nesta terça-feira

Ranziel Oliveira Publicado em 20/10/2021, às 13h48

Cidade de Corumbá
Cidade de Corumbá - (Foto: Renê Marcio Carneiro / Reprodução)

A prefeitura de Corumbá alterou o toque de recolher no perímetro urbano do município, definindo o novo período entre 2h e 5h da manhã.  A mudança foi publicada no Diocorumbá desta terça-feira (19), através do decreto 2.673.

A decisão, conforme destacou o pelo prefeito Marcelo Iunes, leva em consideração a redução nos índices de transmissão da Covid-19 na região, bem como na ocupação dos leitos de enfermaria e UTI (Unidade de Terapia Intensiva) na Santa Casa, possibilitando assim a flexibilização do horário de circulação de pessoas.

O Decreto 2.673 entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. O prefeito Marcelo Iunes lembrou que o uso de máscaras faciais segue sendo necessário, tanto em ambientes abertos quanto em locais fechados. As taxas de ocupações (bares, conveniências, restaurantes, mercados e igrejas e locais de festas) também continuam com as medidas vigentes.

Leitos vazios

De acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde, o último caso confirmado da doença foi registrado no dia 14 de outubro. O homem, de 28 anos, apresentou apenas sintomas leves e ficou em isolamento domiciliar. Já o último óbito provocado pelo vírus foi no dia 2 de outubro. A vítima foi uma mulher, de 56 anos, com diabetes e hipertensão.

Durante todo o mês de setembro, a Secretaria Municipal de Saúde notificou cinco óbitos em decorrência da Covid-19: dois no dia 30, sendo um homem, de 87 anos, sem comorbidades e uma mulher, de 75, com histórico de diabetes e hipertensão; um no dia 28, uma mulher, de 69 anos, com obesidade e ex-fumante; um no dia 24, uma mulher, de 87 anos, com Alzheimer; e outro no dia 11, que vitimou uma menina de 6 anos sem comorbidades.

Na Santa Casa de Corumbá, ainda de acordo com o boletim epidemiológico, não há nenhum paciente internado com o novo Coronavírus. Todos os leitos de UTI e clínicos estão vazios, totalizando 57 vagas disponíveis na rede pública de saúde.

Jornal Midiamax