Cotidiano

Corredor do transporte, Rui Barbosa terá semáforos inteligentes para agilidade no trânsito

Mudança deve melhorar trânsito no maior e mais movimentado corredor de mobilidade urbana da Capital

Mylena Rocha Publicado em 19/07/2021, às 12h57

None
Divulgação/PMCG

Para proporcionar uma maior agilidade e eficiência no trânsito, a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) está projetando um sistema com semáforos inteligentes no maior e mais movimentado corredor de mobilidade urbana de Campo Grande, a rua Rui Barbosa. Será feito o monitoramento em tempo real, permitindo a coordenação dos tempos dos semáforos na central de controle. 

O sistema permitirá que diversas mudanças sejam feitas para garantir segurança e agilidade para pedestres e motoristas. A Prefeitura explica que será instalado um controlador e um sistema de comunicação que liga os equipamentos a uma central de controle por meio de cabos de fibra óptica ou dados móveis 4G.

Na central de controle, será feito o monitoramento em tempo real do sistema, permitindo interferências e a coordenação dos tempos semafóricos de forma remota. Com os tempos de espera, por exemplo, a redução de velocidade e de seguir em frente poderão ser alterados conforme o fluxo de veículos e pessoas.

De acordo com Fernando Caetano, gerente de sinalização do sistema semafórico, implantar a semaforização inteligente na Rui Barbosa é o primeiro passo rumo à total integração da cidade. “Estamos projetando o sistema integrando primeiro na Rui Barbosa, mas o projeto é interligar toda a cidade através do sistema semafórico. Podemos coordenar os tempos do semáforo com a Polícia ou Bombeiros, por exemplo, como já acontece nas grandes cidades como São Paulo e Rio de Janeiro, proporcionando mais segurança e qualidade de vida”.

Outro ponto importante na Rui Barbosa é o transporte público, tendo em vista que na via passam diversas linhas de ônibus que ligam os bairros ao centro da cidade. Dessa forma, será possível ajustar o tempo semafórico de acordo com a demanda, sendo que no horário de pico esse tipo de sinalização é essencial para o ordenamento do trânsito. Ainda de acordo com Caetano, a semaforização atual tem mais de 20 anos de vida útil e, com a instalação de um sistema mais novo, o trânsito se tornará mais seguro.

(com informações da Prefeitura de Campo Grande)

Jornal Midiamax