Cotidiano

Com mais ônibus, passageiros de Campo Grande devem ter 170 viagens a mais por dia

Após determinação da Prefeitura Municipal, o Consórcio Guaicurus deverá colocar mais ônibus em circulação a partir desta segunda-feira (8). De acordo com a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), serão 170 a mais por dia aos passageiros. Em nota ao Jornal Midiamax, a assessoria de imprensa da Agetran disse que o reforço acontecerá durante […]

Mariane Chianezi Publicado em 08/03/2021, às 15h50 - Atualizado às 18h16

Foto: Leonardo de França, Midiamax
Foto: Leonardo de França, Midiamax - Foto: Leonardo de França, Midiamax

Após determinação da Prefeitura Municipal,o Consórcio Guaicurus deverá colocar mais ônibus em circulação a partir desta segunda-feira (8). De acordo com a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), serão 170 a mais por dia aos passageiros.

Em nota ao Jornal Midiamax, a assessoria de imprensa da Agetran disse que o reforço acontecerá durante os horários de pico, pela manhã, entre às 5h30 e 8h, e a tarde, entre às 16h e 19. A prefeitura avalia que mais de 9 mil passageiros devem ser atendidos com os reforços.

“No período da manhã, durante horário de pico serão disponibilizadas aos passageiros em torno de 90 a 95 viagens a mais, o que representa 5.500 passageiros atendidos a mais. Para o período de pico da tarde, serão 75 viagens a mais, ou seja, 4.300 passageiros a mais atendidos”, informou nota.

A Agetran não revelou qual a quantidade específica de ônibus que devem ir às ruas. A reportagem entrou em contato com o Consórcio Guaicurus para apurar informação, mas até o fechamento deste material, não haviam se posicionado.

Novas restrições

Em reunião no último sábado (6), a prefeitura de Campo Grande decidiu retomar restrições e medidas sanitárias para minimizar o avanço da pandemia de Covid-19, a partir desta segunda-feira (8). Uma das principais medidas é retomar a campanha de orientação contra a doença causada pelo novo coronavírus.

Na reunião, o prefeito Marquinhos Trad (PSD) determinou a abertura de 20 novos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para se somar às 283 vagas disponíveis no SUS (Sistema Único de Saúde) contratados em hospitais públicos, privados e filantrópicos. As barreiras sanitárias, criadas no ano passado, serão retomadas.

O número de ônibus do transporte coletivo também deverá ser ampliado, principalmente em horários de pico, com objetivo de minimizar os problemas com lotação e eventuais aglomerações. A ocupação atual está  em 70% (setenta por cento) da capacidade máxima permitida.

Jornal Midiamax