Cotidiano

Com mais de 300 pessoas, festa open bar próximo ao Dhama termina com fiscalização

A festa clandestina só foi encerrada após fiscalização da GCM, no rancho próximo aos residenciais Dhamas, em Campo Grande. 

Dândara Genelhú Publicado em 07/03/2021, às 09h43 - Atualizado às 10h27

Foto: Reprodução/ GCM.
Foto: Reprodução/ GCM. - Foto: Reprodução/ GCM.

Ignorando o cenário crítico da pandemia do coronavírus em que Mato Grosso do Sul passa, mais de 300 pessoas participavam de uma festa open bar na noite do último sábado (6). A festa só foi encerrada após fiscalização da GCM (Guarda Civil Metropolitana), no rancho próximo aos residenciais Dhamas, em Campo Grande.

De acordo com os guardas, o evento foi encerrado às 1h30 da madrugada deste domingo (7). A fiscalização ocorreu após denúncias recebidas pela GCM por meio do telefone 153. Assim, “houve a dispersão de todos, que finalizaram pacificamente, sem nenhuma alteração”.

Então, na festa que aconteceu no Rancho TB, pessoas se aglomeravam enquanto bebiam e fumavam narguilé. Em vídeos compartilhados nas redes sociais, é possível ver um grande número de pessoas juntas.

Tentativa de burlar a fiscalização

O evento foi organizado pelo perfil Close Friends Party CG. Assim, a data da festa é divulgada no perfil do Instagram, com horário e estilo musical que será predominante na noite. Entretanto, para burlar a fiscalização, o local é divulgado minutos antes do horário de início pelo WhatsApp dos organizadores.

Os convites são vendidos por R$ 100 de forma antecipada e R$ 150 na hora. Em vídeo compartilhado nos stories da rede social, o organizador da festa aparece pedindo para os interessados não levarem muitos acompanhantes, para que a festa mantenha a ‘organização’ e apenas seguidores usufruam do evento.

Um dos DJs que tocou na festa também gravou vídeo de divulgação, informando que o evento iria até o amanhecer. Então, próximo das 22h, nos stories do Instagram, houve divulgação da região onde a festa ocorreria.

Na rede social, os organizadores fazem aviso de que festas clandestinas que não foram divulgadas no perfil, não são de responsabilidade deles. Além disto, em post do Instagram, foi compartilhada uma imagem ironizando as medidas restritivas de Campo Grande.

“Alguém sabe onde eu alugo um ônibus para fazer uma festa? Em casa só podem três, mas no ônibus podem 45 sentadas e 30 de pé”, disseram. As restrições na Capital são impostas por decreto, na tentativa de minimizar o avanço da pandemia do coronavírus.

Jornal Midiamax