Cotidiano

Com folia proibida, fiscalização encerra 5 festas de Carnaval em Campo Grande

Com proibição de comemorações de Carnaval em Campo Grande, a Vigilância Sanitária e a Guarda Municipal encerraram 5 festas de quinta-feira (11) a terça-feira (16). Durante o período, estava em vigência decreto que proibia festas de carnaval na cidade, para conter a disseminação do coronavírus. Conforme a prefeitura, foram vistoriados 38 locais, sendo que foram […]

Gabriel Maymone Publicado em 17/02/2021, às 12h28 - Atualizado às 14h24

Guarda Municipal fiscaliza denúncias de festas em Campo Grande. (Foto: Divulgação / GCM)
Guarda Municipal fiscaliza denúncias de festas em Campo Grande. (Foto: Divulgação / GCM) - Guarda Municipal fiscaliza denúncias de festas em Campo Grande. (Foto: Divulgação / GCM)

Com proibição de comemorações de Carnaval em Campo Grande, a Vigilância Sanitária e a Guarda Municipal encerraram 5 festas de quinta-feira (11) a terça-feira (16). Durante o período, estava em vigência decreto que proibia festas de carnaval na cidade, para conter a disseminação do coronavírus.

Conforme a prefeitura, foram vistoriados 38 locais, sendo que foram emitidos 12 boletins de vistoria e orientação, além de 9 autos de infração e um estabelecimento interditado.

Por desrespeitar medida sanitária municipal, os organizadores desses eventos podem ser multados em até R$ 15 mil. 

Decreto municipal

Prefeitura de Campo Grande publicou um novo decreto com toque de recolher mais brando, de 23h até as 5h do dia seguinte, até o dia 26 de fevereiro. O documento trouxe a limitação de 120 pessoas em festas, eventos esportivos e campeonatos de qualquer natureza, templos e igrejas, que também devem respeitar o limite de 40% da sua capacidade.

Objetos como narguilé e tereré seguem proibidos de serem compartilhados e shoppings podem funcionar das 10 horas até às 22 horas – horário praticado antes da pandemia. Já o passe livre para estudantes segue suspenso, enquanto idosos poderão usar a gratuidade das 9 horas às 16 horas, todos os dias. Ônibus do transporte coletivo têm de respeitar limite de 70% da capacidade permitida de passageiros e circular das 5h às 23h.

Jornal Midiamax