Cotidiano

Com ferimentos nas patas, tamanduá-mirim é resgatado em rodovia de Campo Grande

Com ferimentos nas patas, um tamanduá-mirim foi resgatado na BR-163, distrito de Anhanduí, em Campo Grande, nesta terça-feira (26). O animal foi encontrado pela equipe da CCR MSVia enquanto realizavam inspeção de tráfego atuavam pelo local. Por conta dos ferimentos, o tamanhduá foi levado para o Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestre), onde deve […]

Karina Campos Publicado em 26/01/2021, às 17h34

(Foto: Divulgação/CCR MSVia)
(Foto: Divulgação/CCR MSVia) - (Foto: Divulgação/CCR MSVia)

Com ferimentos nas patas, um tamanduá-mirim foi resgatado na BR-163, distrito de Anhanduí, em Campo Grande, nesta terça-feira (26). O animal foi encontrado pela equipe da CCR MSVia enquanto realizavam inspeção de tráfego atuavam pelo local.

Por conta dos ferimentos, o tamanhduá foi levado para o Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestre), onde deve receber tratamento veterinário e depois poderá ser solta na natureza.

No dia 5 de janeiro deste ano, outro resgate de animal chamou atenção, duas aves foram socorridas, uma coruja-vermelha, localizada no km 179, próximo ao município de Juti; e um araçari, encontrado no km 768, na altura de Coxim. Ambas estavam com as asas quebradas e foram levadas à Capital, para o devido tratamento.

Já no dia 16 deste mês, uma arara-canindé foi localizada no km 734, também na região de Coxim, por motorista. Na ocasião, a ave foi recolhida e transportada até a base da concessionária mais próxima. Com um ferimento na asa direita, a arara recebeu os cuidados necessários, e também levada ao Cras.

“Resgatamos vários animais silvestres, entre tamanduás, araras, gaviões, que morreriam se não houvesse o socorro prestado pelos colaboradores da e, principalmente, pelos cuidados prestados pelas equipes do centro de animais que os reabilitam, tratam e devolvem à natureza”, disse o gestor de atendimento da CCR MSVia, Luiz Fernando De Donno.

Jornal Midiamax