Cotidiano

Com dobro da capacidade após obra, Aeroporto de Campo Grande aguarda ofertas de voos internacionais

Obra será entregue na segunda-feira (9) e contará com a presença do Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas

Mariane Chianezi Publicado em 05/08/2021, às 15h10

None
Leonardo de França, Midiamax/de arquivo

Com inauguração marcada para a próxima segunda-feira (9), o Aeroporto Internacional de Campo Grande contará com uma estrutura duas vezes maior que antes e com a capacidade de atender mais demandas. A possibilidade de voos internacionais é uma realidade na Capital. O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, vem à Capital reinaugurar o aeroporto.

A modernização e ampliação do terminal traz expectativa de que mais companhias aéreas se interessassem em oferecer voos partindo de Campo Grande, inclusive para outros países como Uruguai, Chile e Argentina.

Conforme a Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) informou, o aeroporto está preparado para oferecer a infraestrutura necessária para a viabilização de novos voos, inclusive os de conexões para outros países. No entanto, ainda não há nenhuma solicitação de empresas para ofertar o serviço.

"Até o momento, a Infraero não recebeu solicitação de novos voos internacionais. Vale ressaltar que as empresas aéreas decidem suas rotas em função da viabilidade econômica e demanda de passageiros projetada.  Atualmente, não há voo internacional comercial regular no aeroporto. No entanto, há operações internacionais de aviação geral e não regular, sem frequência definida", explicou a assessoria da empresa em nota.

Obra milionária

 As obras no terminal começaram em outubro de 2019 com investimento de R$ 39,9 milhões, recursos oriundos do Fnac (Fundo Nacional de Aviação Civil) e terminam quase dois anos depois.

Conforme informou a Infraero, a capacidade do terminal de passageiros, dos atuais 2,5 milhões por ano, passa para 4,5 milhões. A área total construída é 105,8% maior e passou de 7.215 m² para 14.852 m². As salas de embarque, doméstico e internacional, obtiveram um acréscimo de 178%; o saguão de 91,5%; e as áreas comerciais foram ampliadas em 86%.

Como o projeto previa diversas intervenções, o canal de inspeção de segurança também foi modificado, duplicando de tamanho. A Infraero revelou que atualmente o terminal possui quatro aparelhos de raio-x. O aeroporto da Capital também conta com nova área para check-in e novos sanitários.

[Colocar ALT]
Foto: Leonardo de França, Midiamax

A climatização foi modernizada e integra o projeto de sustentabilidade do aeroporto. "A água do sistema de refrigeração é reaproveitada bem como a água da chuva. Também foram realizadas obras de regularização da faixa preparada da pista de pouso, decolagem e implantação de área de segurança (área de escape) a fim de reduzir os riscos de danos à aeronave no caso de uma ultrapassagem dos limites da pista", disse a empresa.

Atualmente, o terminal está recebendo as últimas interferências na pista de taxiamento, pátio de aeronaves e acesso viário ao aeroporto. A fachada também terá uma cara nova e recebe os últimos ajustes antes a reinauguração. 

Jornal Midiamax