Cotidiano

Com curso de Logística EAD, Uems começa aulas em Sidrolândia no ano que vem

Audiência pública definiu detalhes sobre instalação de uma extensão no município

Renan Nucci Publicado em 21/10/2021, às 11h51

Plenário da Câmara Municipal de Sidrolândia durante audiência nesta quarta-feira
Plenário da Câmara Municipal de Sidrolândia durante audiência nesta quarta-feira - Assessoria

A partir de 2022 a Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) inicia aulas em Sidrolândia. Neste primeiro momento, será ofertado apenas o curso de Logística na modalidade EAD, como forma de atender às demandas do mercado. No entanto, a expectativa é de que a partir do segundo semestre do ano que vem a instituição esteja instalada no município para oferecer cursos presenciais em outras áreas.

Nesta quarta-feira (20), foi realizada na Câmara Municipal uma audiência pública para debater a chegada de uma extensão da universidade naquela região. Os vereadores indicaram sete cursos, incluindo Logística em Transportes, Tecnologia em Gestão Comercial, Direito, Matemática, Administração e Tecnólogo em Logística, Agronomia, Técnico em Agropecuária.

O assunto foi apresentado, uma vez que o município conta hoje com 1.635 alunos somente na rede pública, além das escolas particulares, que se formam no ensino médio e precisam estudar em outras cidades, ou gastar com faculdades particulares EAD para terem acesso a cursos superiores.

Na audiência, que contou com a presença de membros da universidade, ficou definido que no primeiro semestre de 2022 a Uems passará a oferecer o curso de logística à distância. Até lá, será criada uma comissão constituída por autoridades, professores e representantes da sociedade, para elencar o contexto socioeconômico que vai nortear a demanda dos cursos.

A comissão tem o prazo de 90 dias para entregar um relatório. Se tudo for realizado dentro do prazo previsto, incluindo os trâmites burocráticos, a reitoria pode começar a iniciar a instalação da extensão em abril do ano que vem, para as aulas presenciais. A expectativa é de que as aulas comecem no segundo semestre de 2022, no mais tardar no primeiro semestre de 2023. Os deputados estaduais Beto Pereira (PSDB) e Gerson Claro (PP) devem auxiliar com a estrutura para realização das aulas.

Jornal Midiamax