Cotidiano

Com árvores caídas nas ruas, comerciantes se mobilizam para poda no Aero Rancho

Com tantos chamados em toda a cidade, eles não quiseram esperar e fizeram o corte para desbloquear a via ao menos parcialmente

Mylena Rocha e Renata Barros Publicado em 18/10/2021, às 12h30

None
Renata Barros/Midiamax

A tempestade com vendaval registrada na última sexta-feira (15) ainda deixa rastros de destruição em Campo Grande. Nos bairros, ainda há muitas árvores caídas e milhares de moradores continuam sem energia elétrica. Com tantos chamados para retirada de árvores caídas em toda a cidade, alguns comerciantes decidiram se mobilizar para fazer a poda no bairro Aero Rancho. 

Cansados de aguardar a retirada das árvores, vendedores fizeram o que puderam para desbloquear a rua, mesmo que parcialmente. Na avenida Tancredo Neves, uma árvore interditou a rua durante todo o fim de semana e vendedores de um pet shop decidiram fazer a poda para amenizar os prejuízos, já que os clientes não conseguiam chegar até o estabelecimento. 

A vendedora Ana Fernandes relata que os funcionários pegaram um facão para retirar os galhos. Os funcionários conseguiram desbloquear um dos lados da via e aguardam a chegada de equipes para a retirada do restante da árvore. 

Além disso, o bairro ainda registrou estragos causados pela ventania. A queda de uma árvore causou destruição em um escritório de advocacia na região, onde o toldo foi completamente danificado. 

Iracy Queiroz, de 50 anos, é dona de uma loja de roupas e comenta que achou que o mundo iria acabar. “A casa tremia e meu neto começou a chorar, muito assustado”, relembra. Felizmente, ela não teve estragos causados na loja. 

No geral, os comerciantes ainda contabilizam os prejuízos causados pela chuva. Tatiane Pereira, de 42 anos, é dona de um hortifruti e conta que houve uma queda no fluxo de clientes. “Tive um prejuízo de 60% no fluxo de clientes. Agora já está tudo bem, conseguimos limpar tudo por aqui e abrimos sem maiores danos”.

Jornal Midiamax