Cotidiano

Com alta ocupação de leitos, MS recebe carga com 338 mil medicamentos do 'kit intubação'

Remessa será o suficiente para atender atual demanda por até 10 dias

Gabriel Maymone Publicado em 17/04/2021, às 14h58

Lote com medicamentos será distribuído pela SES aos hospitais
Lote com medicamentos será distribuído pela SES aos hospitais - Divulgação / SES

Quatro dias depois de principais hospitais de Mato Grosso do Sul emitirem nota pedindo 'socorro' devido ao baixo estoque de medicamentos, Mato Grosso do Sul recebeu, neste sábado (17), carregamento com 338.130 remédios que fazem parte do 'Kit Intubação'.

A quantidade de medicamentos se dá devido ao grande número de pacientes internados em UTI (Unidade de Terapia Intensiva) com covid, informou o secretário estadual de saúde, Geraldo Resende. "Mato Grosso do Sul possui uma das maiores ocupações de leito de UTI do país, por isso estamos recebendo um grande quantitativo que irá ajudar os hospitais", afirmou.

Os insumos foram tema da reunião na última terça-feira (13), em Brasília, entre o governador, Reinaldo Azambuja (PSDB), e Geraldo Resende com o ministro da saúde, Marcelo Queiroga.

Dos 338.130 medicamentos enviados pelo Ministério da Saúde, 207.020 são sedativos, 65.480 relaxantes musculares, 53.000 adjuvantes na sedação e 62.630 analgésicos.

Os medicamentos serão distribuídos aos Hospitais do Plano de Contingência do Estado para o Enfrentamento a Pandemia da Covid-19 que possuem leitos de UTI para atendimento de pacientes com Covid-19, e também aos Hospitais de Pequeno Porte e UPAs que estejam com pacientes com Covid-19 intubados.

Apesar da quantidade, baseado nas informações enviadas pelos hospitais, a SES (Secretaria Estadual de Saúde) estima que os relaxantes musculares devem atender aos hospitais média de 6 dias e os sedativos média de 10 dias.

Jornal Midiamax