Cotidiano

Com 43 leilões em 17 meses, Detran-MS se desfez de frota de 14 mil veículos e sucatas

Em um único mês, órgão estadual arrecadou mais de R$ 3 milhões

Renan Nucci Publicado em 18/05/2021, às 14h43

Veículos armazenados em pátio do Detran-MS
Veículos armazenados em pátio do Detran-MS - Detran-MS

O Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) negociou 14 mil veículos durante 43 leilões realizados entre janeiro de 2020 e maio de 2021, no âmbito da Operação Pátio Zero. Ao todo, foram 2.384 carros e 12.965 motos, entre eles várias sucatas, que lotavam as unidades em todo o estado.

Somente em 2020, foram 30 certames com 11.069 veículos leiloados, dentre os quais 1.504 carros e 9.565 motos. Em 2021, já são 13 leilões com 4.287 unidades negociadas, das quais 887 são carros e 3.400 são motos. Em contrapartida, apenas em 2021, 4.871 carros apreendidos foram entregues ao Detran-MS e 2.196 deles foram liberados após regularização. 

Somente junho de 2020, Detran-MS arrecadou mais de R$ 3 milhões por meio dos cinco leilões realizados. No total, 2.236 motocicletas e 135 automóveis foram arrematados pelos clientes, com os dois leilões de veículos para circulação e três de sucata aproveitável.

Em dezembro do mesmo ano, por exemplo, foram negociados 270 veículos e arrecadados R$ 774.495,00. O maior lance foi em um carro modelo Corolla, ano 2007, que acabou disputado por 2.393 pessoas e foi arrematado por R$ 16.170. Pela tabela Fipe, o veículo tem preço estimado em aproximadamente R$ 26 mil. 

O arrematante conseguiu uma economia de aproximadamente 37,8% no valor final do carro. Todo o montante arrecadado com leilões é usado para investimento no próprio órgão, como forma de melhorar a fiscalização e o atendimento ao público. Além disso, parte também é destinada a melhorias nas agências e na sinalização de trânsito.

Jornal Midiamax