Cotidiano

Com 400 mil novas doses, MS quer zerar estoques de vacina em uma semana

Dia D da vacinação contra covid será realizada neste sábado nos municípios

Mylena Rocha Publicado em 24/09/2021, às 11h04

Municípios devem aplicar doses das 8h às 20h, informou secretário de saúde.
Municípios devem aplicar doses das 8h às 20h, informou secretário de saúde. - Henrique Arakaki/Midiamax

Com uma nova remessa a ser recebida na tarde desta sexta-feira (24), Mato Grosso do Sul contabiliza 409 mil doses de vacina para aplicar na população. O quantitativo é expressivo e o objetivo da SES (Secretaria de Estado de Saúde) é zerar os estoques que estão nas geladeiras nos municípios. Para isso, os municípios farão mobilização para incentivar a vacinação, além do dia D neste sábado (25). 

Só nesta semana, Mato Grosso do Sul recebeu remessas que somam 348 mil novas doses de vacina. Dados do Vacinômetro apontam que foram cerca de 337 mil vacinas já distribuídas aos municípios e, se contabilizarmos os imunizantes que chegam nesta tarde, serão 409 mil doses. 

A iniciativa foi anunciada pelo secretário estadual de saúde, Geraldo Resende, na live da SES nesta manhã. “Queremos zerar as vacinas nas geladeiras nos municípios de Mato Grosso do Sul”, disse. 

Resende disse que as cidades do Estado devem fazer uma mobilização na tentativa de utilizar todas as doses disponíveis nos estoques. Para ajudar, o Dia D da vacinação contra covid será realizado neste sábado (25) em todo o MS, com atendimento das 8 horas às 20 horas. 

Os esforços se concentram para aplicação da 3ª dose nos idosos e para a vacinação dos adolescentes, principalmente. “Tanto para os idosos a partir de 60 anos como para os adolescentes a partir dos 12 anos. Também vamos fazer a chamada para a D2, para que possam completar o ciclo vacinal e também para quem ainda não tomou a primeira dose, a busca ativa já está identificando essas pessoas”, relatou o secretário de saúde. 

Geraldo Resende reforça que a iniciativa tem como objetivo evitar novas contaminações e, consequentemente, as internações e mortes por covid. Nesta sexta-feira (24), a taxa de contágio caiu para 0,79%, o que reforça a queda na transmissão no Estado. “Queremos cada vez mais que ela decaia. A nossa taxa em 0,79 mostra que somos eficientes nas nossas estratégias”.

Por fim, o secretário de saúde chamou a atenção dos jovens, que costumam não comparecer aos pontos de imunização aos finais de semana. “Quero convocar os jovens que deixam de fazer a vacinação porque querem tomar cerveja, bebidas alcoólicas no fim de semana. Só um fim de semana não vai fazer diferença, vamos fazer a vacinação”, reforçou. 

Jornal Midiamax