Cotidiano

Com 1.896 casos e 30 mortes em 24h, MS contabiliza 6,3 mil óbitos por coronavírus

Estado tem passado por um aumento nos números da doença

Mylena Rocha Publicado em 19/05/2021, às 11h08

None
Marcos Morandi/Midiamax

Mato Grosso do Sul já soma 269.557 casos confirmados de Covid-19, com 1.896 novos registros nesta quarta-feira (19). Foram registradas mais 30 mortes, conforme boletim epidemiológico do novo coronavírus, apresentado pela SES (Secretaria de Estado de Saúde). MS chegou a uma média de 1.358,4 infectados e 29,3 mortes causadas pelo coronavírus por dia.

Durante a transmissão da SES nesta quarta (19), o secretário estadual de saúde Geraldo Resende demonstrou preocupação com a escalada da doença nos últimos dias. Ele comentou que há dados alarmantes, como o aumento da média móvel, da taxa de contágio e de internações, que estão acima de mil.

Com os novos óbitos, o total de vítimas fatais em MS chega a 6.310 mortes desde o início da pandemia. As mortes foram registradas em Campo Grande (8), Corumbá (3), Rio Brilhante (3), Três Lagoas (3), Água Clara (1), Aparecida do Taboado (1), Bataguassu (1), Cassilândia (1), Dourados (1), Fátima do Sul (1), Inocência (1), Maracaju (1), Naviraí (1), Ponta Porã (1), Porto Murtinho (1), Sete Quedas (1) e Vicentina (1). 

A SES também destacou que MS já contabiliza um total de 794.324 casos notificados, dos quais 517.272 foram descartados. Há 1.548 testes em análise no Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública) e 5.947 casos sem encerramento pelos municípios.

Os novos casos trazem Campo Grande à frente, com 395 novos casos, seguida por Dourados (158), Três Lagoas (133), Ponta Porã (108), Rio Brilhante (69), Ivinhema (57), Caarapó (54), Maracaju (54), Mundo Novo (54), Naviraí (46), entre outros. Confira o boletim aqui. 

Internações em MS

De 269.557 casos confirmados em MS, 249.323 pacientes se recuperaram. Em relação às internações, MS tem 1.105 pacientes internados. Destes, 614 estão em leitos clínicos (458 públicos e 156 privados) e 491 em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), dos quais 367 estão em leitos públicos e 124 em privados.

A taxa de ocupação de leitos de UTI públicos global nas 4 macrorregiões de MS é de: 100% em Campo Grande, 95% em Dourados, 97% em Três Lagoas e 100% em Corumbá. Durante a live, o secretário Geraldo Resende ressaltou que não há nenhuma vaga disponível em Campo Grande e Corumbá. Com relação a Três Lagoas e Dourados, também faltam leitos nas cidades, os poucos disponíveis são de cidades próximas. 

O Estado ainda tem 140 pacientes na fila,  à espera por leitos clínicos e de UTI. Conforme dados da SES, a Central de Regulação de Campo Grande tem 88 pacientes na fila. Já Dourados tem 37 pacientes na fila e a Central de Regulação do Estado tem 15 pacientes esperando leitos.

Jornal Midiamax