Cotidiano

Com 1,3 mil casos novos e 65 mortes em 24h, MS soma 5 mil óbitos por coronavírus

Secretário de Saúde ressaltou que abril deve superar número de mortes registradas em março

Mylena Rocha Publicado em 14/04/2021, às 11h12

None
Marcos Morandi/Midiamax

Mato Grosso do Sul já soma 232.849 casos confirmados de Covid-19, com 1.338 novos registros nesta quarta-feira (14). Foram registradas mais 65 mortes, conforme boletim epidemiológico do novo coronavírus, apresentado pela SES (Secretaria de Estado de Saúde). 

Com os novos óbitos, o total de vítimas fatais em MS chega a 5.005 mortes desde o início da pandemia. As mortes foram registradas Campo Grande (23), Três Lagoas (12), Água Clara (3), Dourados (3), Bataguassu (2), São Gabriel do Oeste (2), Sidrolândia (2), Alcinópolis (1), Anastácio (1), Anaurilândia (1), Aquidauana (1), Bonito (1), Caracol (1), Cassilândia (1), Chapadão do Sul (1), Corumbá (1), Eldorado (1), Fátima do Sul (1), Itaquiraí (1), Mundo Novo (1), Naviraí (1), Nova Andradina (1), Paranhos (1), Sete Quedas (1), Sonora (1). 

O secretário Geraldo Resende chamou a atenção para os dados, já que o estado atingiu a marca de 5 mil mortes. “Eu entendia que nunca iríamos chegar lá, mas chegamos: mais de 5 mil óbitos em Mato Grosso do Sul”, lamentou. De acordo com o titular da SES, abril deve superar o número de mortes registradas em março. Até o momento, março foi o mês mais fatal da pandemia em MS. 

A SES também destacou que MS já contabiliza um total de 712.688 casos notificados, dos quais 472.309 foram descartados. Há 1.347 testes em análise no Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública) e 6.183 casos sem encerramento pelos municípios.

Os novos casos trazem Campo Grande à frente, com 306 novos casos, seguida por Três Lagoas (154), Dourados (107), Naviraí (60), Costa Rica (45), Paranaíba (45), Corumbá (40), Sonora (40), entre outros. Confira o boletim aqui. 

A circulação de pessoas continua intensa em Mato Grosso do Sul. A taxa de contágio aumentou e chegou a 1,12. O dado aponta que cada 100 infectados transmite o vírus para 112 pessoas. 

Internações em MS

De 232.849 casos confirmados em MS, 213.431 pacientes se recuperaram. Em relação às internações, MS tem 1.196 pacientes internados. Destes, 654 estão em leitos clínicos (453 públicos e 201 privados) e 542 em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), dos quais 396 estão em leitos públicos e 146 em privados.

A taxa de ocupação de leitos de UTI públicos global nas 4 macrorregiões de MS é de: 100% em Campo Grande, 93% em Dourados, 93% em Três Lagoas e 96% em Corumbá.  O excedente da capacidade, no caso de lotação acima de 100%, representa pacientes em leitos COVID-19 ainda não habilitados pelo SUS, mantidos pelas secretarias municipais e estadual de saúde.

O secretário de saúde comentou que não há leitos disponíveis em MS. “Neste momento não existe sequer possibilidade de ter um leito em MS. Os leitos que estão vagando são leitos derivados de óbitos”. Diante da falta de leitos, Resende comentou sobre os 20 novos leitos de UTI que devem ser abertos em MS. Os equipamentos foram doados pela empresa Suzano Celulose.

O Estado ainda tem 126 pacientes na fila,  à espera por leitos clínicos e de UTI. Conforme dados da SES, a Central de Regulação de Campo Grande tem 78 pacientes na fila. Já Dourados tem 21 pacientes na fila e a Central de Regulação do Estado tem 27 pacientes esperando leitos.

Jornal Midiamax