Cotidiano

Clube de futebol de MS faz acordo e evita leilão de sede por R$ 3,9 milhões

Justiça do Trabalho mandou suspender certame

Gabriel Maymone Publicado em 07/05/2021, às 09h18

Sede do Corumbaense
Sede do Corumbaense - Reprodução

A Justiça do Trabalho suspendeu o leilão da sede do clube de futebol Corumbaense, com lance mínimo de R$ 3.919.200 - e avaliado em R$ 6.532.000, após acordo entre as partes.

O leilão é para pagamento de dívidas trabalhistas no valor de R$ 87.759,46, referente a indenizações por atrasos em salários, direito de imagens e outros benefícios de dois jogadores. 

Para tentar suspender o certame, a diretoria do clube realiza diversas ações para arrecadar fundos. Os arremate deveria ter ocorrido às 14h de quinta-feira (06). 

Conforme despacho do juiz Alexandre Marques Borba, os jogadores têm até 10 dias após o vencimento das parcelas acordadas para denunciar a falta de cumprimento do clube.

Dívidas trabalhistas

Em uma das ações, o Corumbaense deve R$ 28.211,08 ao goleiro Adilson, que firmou contrato com o clube entre 10 de dezembro de 2018 e 15 de agosto de 2019, com rescisão em comum acordo entre as partes firmada no dia 22 de abril de 2019. O jogador, no entanto, afirma que não lhe foram pagas verbas contratuais e rescisórias. 

Assim, a Justiça determinou o pagamento de R$ 10 mil pelos salários atrasados de fevereiro e março de 2019, R$ 3,6 mil pelo salário de abril, 13º salário proporcional, férias proporcionais, R$ 1,6 mil de FGTS e mais multas nos valores de R$ 5 mil e R$ 4.055,54, totalizando R$ 28.211,08. Há ainda mais duas ações que, na soma final, perfazem os R$ 87 mil.

A defesa do Corumbaense recorreu e ofereceu três imóveis de menor valor, mas que estavam bem avaliados o bastante para suprir as indenizações. Contudo, a Justiça não autorizou em razão de que os procedimentos administrativos para inclusão dos imóveis poderia atrasar ainda mais os procedimentos, conforme decisão de de janeiro deste ano.

Leilão

A sede do clube de futebol fica na Avenida General Rondo, no centro da cidade de Corumbá, e está avaliada em R$ 6,5 milhões. O imóvel tem campo de futebol, quadra de tênis, ginásio poliesportivo, deck, alojamento, vestiários, salas, salões de festa, quiosque, churrasqueira, piscinas e outros benefícios.

Fundado em 1914, o Corumbaense tem dois títulos estaduais da Série A em Mato Grosso do Sul, conquistados em 1984 e 2017. Além disso, foi campeão da Série B em 2006. A equipe ainda foi vice da Série A em 1987 e 2018, bem como da Série B em 2012 e 2015, tendo participação em competições nacionais como a Copa do Brasil.

Jornal Midiamax