Cotidiano

Ciclistas e corredores percorrem 800 km em desafio para incentivar doação de sangue em MS

Além de sangue, iniciativa quer incentivar doação de medula óssea e órgãos

Mylena Rocha Publicado em 03/09/2021, às 09h56

None
Divulgação/Hemosul

Um desafio será lançado no sábado (4) com a participação de ciclistas e corredores para incentivar a doação de sangue, medula óssea e órgãos em Mato Grosso do Sul. O ‘Desafio 800 Sangue Bom do Prof. Carlão’ contará com um percurso de 800 quilômetros de duatlo, corrida e pedal. É importante lembrar que o Hemosul está com estoques em situação crítica em Mato Grosso do Sul. 

A abertura do desafio acontece no Hemosul Coordenador no sábado (4), mas o percurso do desafio começa no feriado do dia 7 de Setembro. O desafio convoca a todos para participar doando sangue. 

“Nós ficamos muito felizes em poder participar do evento e ainda receber esse amor em forma de doação de sangue que tanto precisamos para ajudar a salvar vidas. Desejamos ao Carlão sorte no seu caminho, e que ele consiga conscientizar mais pessoas sobre a importância da doação de medula, sangue e órgãos”, pontua a Coordenadora Geral da Rede Hemosul, Marli Vavas.

Conhecido como prof. Carlão, Carlos Alberto Rezende, foi diagnosticado, em 2015, com aplasia medular severa e sua luta se tornou símbolo de superação e vitória. Ele fez história com uma grande campanha de doação de sangue e cadastro de medula óssea. Em 2021, o professor de biologia celebra 5 anos do seu transplante com o Desafio Sangue Bom 800 do Prof. Carlão, que homenageia a vida e incentiva a solidariedade. 

O desafio conta com um percurso de 800 quilômetros de duatlo, corrida e pedal. O percurso sairá de Campo Grande, passa por Presidente Prudente, onde o professor nasceu, e termina em Jaú no dia 18 de setembro, onde Carlão fez seu transplante de medula óssea. 

O horário da largada simbólica será às 8h30 e o Hemosul Coordenador estará aberto em período integral das 7h às 17h, atendendo somente por demanda espontânea, sem agendamento. A unidade fica localizada na Av. Fernando Correa da Costa, nº 1304, Centro. É importante lembrar que a Rede Hemosul atende todos os hospitais públicos e privados do estado e atualmente está precisando de todas as tipagens sanguíneas, mas principalmente O+, B+, A+ e O- que apresenta estoque estratégico em situação crítica.

(com informações do Hemosul)

Jornal Midiamax