Cotidiano

Chove e faz sol: campo-grandenses narram os ‘desafios’ de lidar com o verão na cidade

O verão atípico com tempo ‘virando’ de uma hora para a outra tem feito os campo-grandenses se adaptarem. Com previsão de calorão e chuvas pontuais, em áreas muitas vezes sem prognóstico, faz com que os moradores andem com um kit pelas ruas para evitar imprevistos. Com tempo nublado e um calor de quase 30°C, Nerton […]

Mariane Chianezi Publicado em 02/02/2021, às 15h26 - Atualizado em 03/02/2021, às 07h04

Foto: Leonardo de França/Midiamax
Foto: Leonardo de França/Midiamax - Foto: Leonardo de França/Midiamax

O verão atípico com tempo ‘virando’ de uma hora para a outra tem feito os campo-grandenses se adaptarem. Com previsão de calorão e chuvas pontuais, em áreas muitas vezes sem prognóstico, faz com que os moradores andem com um kit pelas ruas para evitar imprevistos.

Com tempo nublado e um calor de quase 30°C, Nerton Bueno, de 66 anos, fez parada em sorveteria do Centro da Capital para driblar a temperatura. Ele conta que o verão tem sido atípico e o cuidado com a alimentação é uma das estratégias para o verão.

Chove e faz sol: campo-grandenses narram os 'desafios' de lidar com o verão na cidade
Sorvete foi saída para Nerton | Foto: Leonardo de França, Midiamax

“Esses dias tiveram muita chuva e estamos somente na metade do verão. O calor ainda está pouco, parece. O jeito é beber muita água, ter uma alimentação mais leve com frutas e verduras e de vez em quando, um sorvete”, disse o publicitário.

Para Nerton, olhar frequentemente a previsão do tempo é essencial para evitar surpresas quando precisar sair. “Sempre saio com guarda-chuva e acompanho noticiário sobre a previsão do tempo. Até passar esse período, ando com guarda-chuva na mão”, pontuou.

A comerciante Kátia Alves, de 50 anos, saiu para passear com os netos no Centro e disse que para lidar com a variação climática é preciso ‘estar no clima’. “Temos que beber muita água. Se saímos e chove, chamamos um Uber. Em casa tiramos o feijão da alimentação e comidas gordurosas. Ainda mais crianças, precisamos ter comidas mais saudáveis no dia a dia”, comentou com a reportagem.

O tempo nublado não pega mais de surpresa a operadora de caixa Giovanna dos Santos. Mesmo ainda sem nenhum chuvisco, Giovanna tratou de abrir o guarda-chuva para andar no Centro. “Guarda-chuva por causa do sol que está muito agressivo. Antes eu andava com blusa de manhã longa, mas como o clima está muito atípico, uso ele”, disse.

Chove e faz sol: campo-grandenses narram os 'desafios' de lidar com o verão na cidade
Garrafinha d’água é regra para Nayara | Foto: Leonardo de França, Midiamax

Para quem trabalha o dia todo ‘na rua’ precisa ter um preparo para o clima ainda maior. Como no caso da motoentregadora Nayara Ferreira, de 27 anos. O kit com capa de chuva, lanchinho e água geladinha são regra para o dia a dia.

“O corpo acaba acostumando com esse tempo. Carrego água, mas agora o gelo já derreteu e também levo um lanche. Quando o tempo está nublado, sempre carrego capa e quando chove é o período que mais dificulta porque tenho que usar GPS e fica embaçado”, contou.

Previsão do tempo

A primeira semana de fevereiro deve registrar chuvas rápidas intensas acompanhadas de calor de até 35°C, em cidades de Mato Grosso do Sul, de acordo com o Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima).

Na terça-feira (2), o dia começa com sol em todas as áreas do Estado e a partir da tarde é esperado céu parcialmente nublado a nublado com pancadas de chuvas isoladas em todas as áreas associadas ao calor e umidade. A umidade relativa do ar terá variação estimada entre 60% a 100% no MS ao longo do dia, acompanhada de ventos fracos a moderado com rajadas de vento em todo Estado.

A temperatura pode variar entre de 20 °C a 35 °C, nas regiões pantaneiras e bolsão podendo ser as mais quentes do dia. Em Campo Grande a variação está estimada em 23 °C a 30 °C.

Já na quarta-feira (3), é esperado tempo quente, úmido e abafado. A previsão é de sol entre nuvens com possibilidade para pancadas de chuvas isoladas com trovoadas em todas as regiões. O monitoramento alerta chuvas localmente fortes. As temperaturas poderão variar entre de 21°C a 34 °C, e na Capital entre 22 °C a 29 °C.

A condição não deve mudar muito na quinta-feira (4), o céu deve ficar parcialmente nublado com o aumento de nebulosidade ao longo do dia que favorecerá a ocorrência de chuvas isoladas em todo o Estado, condição associada às áreas de instabilidades de uma frente fria. Também há alerta para chuvas fortes. A temperatura varia de 20°C a 35°C.

Já na sexta-feira (5), o clima muda, e não há expectativa de chuva grande em partes do MS, o sol deve predominar. Uma condição associada após a passagem de uma frente fria que, além de deixar o tempo firme, contribuirá para uma ligeira redução das temperaturas. O clima varia de 16° a 31°C.

Jornal Midiamax