Cotidiano

Casa abandonada há dez anos vira refúgio de usuário e ‘problema’ para vizinhos em Campo Grande

Em caso de reincidência, proprietário de local abandonado poderá ser autuado de R$100 a R$15 mil

Gabriel Neves Publicado em 28/12/2021, às 18h45

Sujeira e insegurança são principais reclamações de moradores
Sujeira e insegurança são principais reclamações de moradores - (Foto: Reprodução/Fala Povo)

Os moradores que residem na rua 13 de Maio, em Campo Grande, estão relatando diversos problemas que surgiram após o abandono de uma casa há dez anos, quando sua proprietária faleceu.

Sem portões ou algum tipo de sistema de segurança no local, a residência localizada entre a rua Barão do Rio Branco e Avenida Afonso Pena acabou se tornando um refúgio para moradores de rua e usuários de drogas.

Os moradores alegam que as pessoas que frequentam o local abandonado passaram a realizar furtos nas residências e pequenos assaltos. A Polícia Militar chegou a ir ao local, mas sem denúncias dos atuais proprietários, nada pode fazer.

Em nota, a Semadur informou que moradores que se sentirem incomodados devido à questão da segurança na região, devem acionar as forças de segurança pública tanto municipal como estadual.

Já quanto a questão do imóvel estar abandonado pelo proprietário, porém, frequentado por usuários de drogas e certamente com o acúmulo de resíduos e possíveis vetores que ocasionam riscos à saúde pública, a competência de fiscalizar o imóvel neste caso trata-se da Vigilância Ambiental.

Os moradores devem formalizar tais denúncias via telefone 156 ou na Ouvidoria da Sesau 3314-9955 indicando corretamente o endereço do imóvel para que sejam tomadas as devidas providências, caso o proprietário seja reincidente na irregularidade, ele poderá ser autuado de R$100 a R$15 mil dependendo da gravidade do problema encontrado.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Midiamax

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp do Jornal Midiamax no número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.

Jornal Midiamax