Cotidiano

Carvoeiro é multado em quase R$ 27 mil após forno incendiar 22 hectares de vegetação em Nova Andradina

Forno desabou e bravas foram parar na área de pasto

Fábio Oruê Publicado em 16/09/2021, às 17h18

Carvoaria ilegal funcionava com cinco fornos
Carvoaria ilegal funcionava com cinco fornos - Foto: Divulgação/ PMA

Forno de uma carvoaria causou um incêndio em vegetação na última terça-feira (14), no Assentamento Teijin, em Nova Andradina, sendo o proprietário, de 58 anos, multado em R$ 27 mil pelo prejuízo ao meio ambiente. 

De acordo com a PMA (Polícia Militar Ambiental), que realizou vistoria para determinar a origem do incêndio, levantamentos deixaram evidenciado que as chamas começaram a partir da queda de um forno de uma carvoaria, onde era produzido carvão.

Os Policiais realizaram a aferição da área atingida pelo fogo com uso de equipamento de GPS, que totalizou 22 hectares de área de pastagem. Eles verificaram também que o proprietário da carvoaria, que funcionava com cinco fornos, não possuía licença ambiental da indústria e nem do carvão que estava em processamento nos fornos.

O infrator, que é proprietário de um lote no assentamento, confirmou que o incêndio teve origem do forno que desmoronou e se propagou por outros lotes.

A carvoaria foi interditada e o carvão apreendido. Nesta quinta-feira (16), o carvoeiro foi multado em R$ 26,8 mil sendo R$ 4,8 mil por funcionar atividade potencialmente poluidora sem a autorização ambiental e pelo carvão vegetal sem origem, e R$ 22 mil por provocar queimada em área agropastoril. O infrator também responderá pelos crimes e poderá pegar pena de seis meses a um ano de detenção.

Jornal Midiamax