Cotidiano

Cartórios registram aumento parcial de 36% nos casamentos civis em MS em 2021

Estatística considerou os dez primeiros meses do ano, às vésperas de dezembro, mês que costuma ter o maior número de casamentos no Brasil

Kelen Bueno Publicado em 16/11/2021, às 17h35

None
(Foto: Divulgação)

 Com avanço da vacinação no estado e a diminuição de óbitos causados pelo Corona Virus, os casamentos voltaram a crescer significativamente nos dez primeiros meses deste ano em Mato Grosso do Sul. Conforme informações do Portal da Transparência do Registro Civil, foram realizadas 11.264 celebrações civis, número 18,4% maior que os 8.230 casamentos realizados no ano passado.

Isso acontece às vésperas de dezembro, tradicionalmente o mês onde é realizado o maior número de casamentos no Brasil, já que é um período para as celebrações e que coincide com as férias coletivas, férias escolares das crianças, bem como com o recebimento do décimo terceiro salário, sendo o período ideal para as cerimônias e viagens de lua de mel.

Entre os casamentos homoafetivos também houve um aumento. No total, em 2021, já foram realizadas 157 celebrações entre pessoas do mesmo sexo, enquanto nos primeiros dez meses de 2020, este número foi de 80 - um aumento de 96,2%. Em setembro, a diferença foi ainda maior, de mais de 15 atos registrados este ano frente ao mesmo período de 2020.

Planeja se casar?

Para quem deseja realizar o casamento, os cartórios em MS seguem com os protocolos de segurança mantidos como o limite de pessoas na cerimônia, o distanciamento, a exigência de máscara e distribuição de álcool em gel.

É necessário, também, que o casal vá acompanhados de duas testemunhas (maiores de 18 anos e com seus documentos de identificação) e que compareça pelo menos 30 dias antes, para dar entrada na habilitação do casamento. É preciso ter em mãos a certidão de nascimento (se solteiros), de casamento com averbação do divórcio (para os divorciados), de casamento averbada ou de óbito cônjuge (para os viúvos), além de documento de identidade e comprovante de residência.

O valor do casamento é tabelado em cada Estado da Federação, podendo variar de acordo com a escolha dos noivos.

*Com supervisão de Guilherme Cavalcante

Jornal Midiamax