Cotidiano

Campo Grande precisa de 5 mil doses para concluir 2ª aplicação da CoronaVac

Última remessa não foi suficiente para concluir ciclo vacinal, como prometido pelo Ministério da Saúde

Campo Grande espera nova remessa para aplicação de 2ª dose da CoronaVac a 5 mil Publicado em 21/05/2021, às 10h46

Força-tarefa na quarta-feira vacinou mais de 17 mil pessoas
Força-tarefa na quarta-feira vacinou mais de 17 mil pessoas - Henrique Arakaki / Midiamax

Após promessa do Ministério da Saúde de receber a quantidade suficiente de CoronaVac para concluir a aplicação da 2ª dose, Campo Grande ainda precisa de 5 mil doses para imunizar os que estão com o ciclo vacinal atrasado.

Conforme a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), foram vacinadas pessoas com 2ª dose da CoronaVac agendada apenas até o dia 5 de abriil. Assim, com as 5 mil doses, será possível concluir a vacinação de todos os que estão agendados para abril.

Havia expectativa de que aproximadamente 17 mil pessoas  que estavam aguardando para receber a dose de reforço seriam contempladas, o que não ocorreu.

Campo Grande chegou a montar força-tarefa na quarta-feira para acelerar a vacinação, chegando ao  recorde de 17 mil aplicações de dose diária. 

Previsão

Ainda não há uma previsão do Ministério da Saúde para o envio de novas doses de CoronaVac, que depende da produção do Instituto Butantan, que sofreu essa semana com atraso no recebimento de insumo para a fabricação do imunizante.

Na quarta-feira, o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, afirmou que haverá redução na entrega de doses para maio. A previsão de entrega das vacinas da Coronavac era de 12 milhões de doses para maio e 6 milhões para junho. No entanto, para totalizar a quantidade acordada, seria necessária a entrega dos 10 mil litros pela Sinovac. Segundo Covas, com o novo calendário, a expectativa de doses fica em aberto.

Jornal Midiamax