Cotidiano

Campo Grande já está com 50% da população totalmente imunizada contra a covid-19

Até o momento, 1.084.712 doses de vacinas contra a Covid-19 já foram aplicadas na Capital

Fábio Oruê Publicado em 09/09/2021, às 16h04

Campo Grande conta com mais de 60 pontos de imunização
Campo Grande conta com mais de 60 pontos de imunização - Foto: Leonardo de França/ Jornal Midiamax

Campo Grande atingiu nesta quinta-feira (9) a marca de 50% de toda a população imunizada com as duas doses ou dose única da vacina contra a Covid-19.

De acordo com dados parciais do vacinômentro da prefeitura, o número corresponde a aproximadamente 454 mil pessoas. A capital sul-mato-grossense lidera o ranking nacional de vacinação e se destaca na aplicação da primeira, segunda e terceira dose.

Desde o dia 19 de janeiro, 623.099 pessoas foram vacinadas com a primeira dose, o equivalente a 68,77% de toda a população campo-grandense. Destas, 454.070 receberam as duas doses ou a dose única e estão completamente imunizadas, o que representa uma cobertura vacinação de 50,11%. Até o momento, 1.084.712 doses de vacinas contra a Covid-19 já foram aplicadas na Capital.

Campo Grande conta com mais de 60 pontos de imunização espalhados pelas sete regiões urbanas e distritos, incluindo quatro drives (Ayrton Senna, Albano Franco, Cassems e UCDB), três polos (Guanandizão, Seleta e IMPCG), além das unidades de saúde, tendo a capacidade operacional instalada para vacinar até 20 mil pessoas por dia.

Para o secretário municipal de Saúde, José Mauro Filho, o desempenho do município é resultado da união de esforços e o empenho de todos os envolvidos no processo de vacinação.

“Esse é o resultado do planejamento e trabalho árduo de toda nossa equipe. Seja de manhã, tarde, noite, fim de semana, feriado, estamos vacinando, tudo isso para garantir que a gente possa dar mais celeridade neste processo e, sobretudo, comodidade à população para que tenha acesso a essa vacina, que é uma arma fundamental na luta contra essa doença”, enfatiza.

Campo Grande implementou um sistema de identificação prévia para dar mais agilidade no processo. O secretário reforça que mesmo com o avanço na vacinação, ainda é necessário que as pessoas mantenham as medidas de proteção.

“Precisamos manter o uso de máscaras e manter o distanciamento físico. O vírus ainda está em circulação. Portanto, é necessário que as pessoas continuem se cuidando”, diz.

Jornal Midiamax