Cotidiano

Campo Grande irá discutir 'Passaporte da Vacina' em audiência pública na próxima semana

Marquinhos Trad declarou que município tomará decisão até o início de outubro

Gabriel Maymone Publicado em 23/09/2021, às 10h34

Se aprovado, eventos públicos exigiriam comprovante de vacinação para liberar entrada
Se aprovado, eventos públicos exigiriam comprovante de vacinação para liberar entrada - Divulgação

Audiência pública marcada para as 14h de segunda-feira (27), na Câmara Municipal, irá discutir a implantação de um "Passaporte da Vacina" em Campo Grande. O debate foi proposto pela Comissão Permanente de Políticas e Direitos das Mulheres, de Cidadania e Direitos Humanos.

O assunto está sendo analisado pelo município. Esta semana, o prefeito Marquinhos Trad (PSD) declarou que até o início de outubro deverá tomar uma decisão sobre a necessidade de comprovação da imunização para entrada em eventos públicos — para eventos particulares, não haverá obrigatoriedade de cobrança do passaporte, por parte do município, cabendo às empresas a decisão.

Para a audiência, vários segmentos foram convidados a participar da discussão como motoristas de aplicativos, por exemplo. Representantes de outras atividades também devem emitir um posicionamento, que irá auxiliar na decisão da prefeitura.

Cidades já usam medida

O Rio de Janeiro se tornou o principal exemplo nacional para o uso do passaporte da vacina, exigindo o documento para liberar entrada em locais como academias e cinemas. 

Em São Paulo, por exemplo, Fóruns e prédios da Justiça Estadual só poderão ser frequentados por quem estiver imunizado da covid.

Esta semana, episódio ganhou destaque em todo o país, quando Jair Bolsonaro e comissão comeram pizza do lado de fora de restaurante em Nova Iorque, já que o presidente não estava vacinado e o estabelecimento só permitia a entrada mediante comprovação.

Jornal Midiamax