Cotidiano

Campo Grande imuniza cerca de 1,2 mil alunos em Dia D da vacinação contra a covid-19 nas escolas

Em MS, a ação vacinou mais de 13 mil adolescentes da rede estadual

Fábio Oruê Publicado em 08/12/2021, às 16h17

Ação aconteceu em três escolas de Campo Grande
Ação aconteceu em três escolas de Campo Grande - Foto: Marcos Ermínio/ Jornal Midiamax

Dia D da vacinação contra a covid-19 em Campo Grande imunizou mais de 1,2 mil alunos em três escolas que participaram da ação, que aconteceu nesta terça-feira (7), em Mato Grosso do Sul.

De acordo com dados da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), foram aplicadas 1.297 doses da vacina (D1 e D2) em estudantes da rede estadual de ensino. Um dos pontos era a Escola Estadual Joaquim Murtinho, além de uma unidade no bairro Moreninhas e outro no Nova Lima. O secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, havia adiantado que a expectativa era que cerca de 2 mil alunos fossem vacinados. 

Balanço estadual

Em todo Estado, a ação vacinou mais de 13 mil adolescentes no período de 29 de novembro – quando a campanha de vacinação dos estudantes foi lançada até o dia 7 de dezembro, data de realização do Dia “D” de imunização que mobilizou 82 “postos”. Cerca de 40 mil não haviam tomado a primeira dose e 110 mil não haviam retornado para tomar a segunda dose de reforço.

Dia D 

Com locais de vacinação em todos os municípios do Estado, a campanha contou com 82 pontos situados em escolas da Rede Estadual. Campo Grande e Ponta Porã contam com três e dois locais, respectivamente. Os demais municípios do Estado terão um ponto focal em cada cidade. A iniciativa representa uma estratégia de parceria entre as secretarias de Saúde e Educação, na promoção da busca ativa destes alunos.

“Nós sabemos que as aulas já estão caminhando para o encerramento do ano letivo, por isso, adotamos esta iniciativa para fazer essa busca ativa tanto nas redes públicas quanto nas redes privadas de ensino. Com a aproximação das festas de final ano, sabemos que muitos pais pretendem viajar para outros municípios, dentro ou fora do Estado, e assim queremos garantir que estes adolescentes estejam protegidos e imunizados contra a Covid-19”, destacou Resende.

Jornal Midiamax