Cotidiano

Campo Grande encerra semana com queda de 53,8% no número de mortes por Covid-19

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) divulgou boletim da Covid-19, na noite deste domingo (21), informando que o número de mortes pela doença caiu 53,8% em uma semana em Campo Grande. Até agora, 1.420 perderam a vida para o coronavírus na Capital. Conforme os dados, na semana do dia 7 ao dia 13 de fevereiro […]

Gabriel Maymone Publicado em 21/02/2021, às 20h41 - Atualizado em 22/02/2021, às 08h19

Mato Grosso do Sul tem 4ª maior alta na média móvel de mortes por Covid-19 do país. (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)
Mato Grosso do Sul tem 4ª maior alta na média móvel de mortes por Covid-19 do país. (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil) - Mato Grosso do Sul tem 4ª maior alta na média móvel de mortes por Covid-19 do país. (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) divulgou boletim da Covid-19, na noite deste domingo (21), informando que o número de mortes pela doença caiu 53,8% em uma semana em Campo Grande. Até agora, 1.420 perderam a vida para o coronavírus na Capital.

Conforme os dados, na semana do dia 7 ao dia 13 de fevereiro o número de óbitos foi de 52. Já do dia 14 até 20, apenas 24 pessoas perderam a vida para o coronavírus na cidade, uma redução de 53,8%.

O boletim deste domingo trouxe 6 novas confirmações  de óbitos em 24h, sendo três somente neste domingo, que já entram para a estatística da próxima semana.

Então, desde o início da pandemia,  as duas últimas semanas de 2020  foram as mais mortais em Campo Grande. A penúltima, do dia 20 a 26 de dezembro teve 87 mortes e a última, do dia 27 de dezembro ao dia 2 de janeiro de 2020 foram 78.

Casos e internações

Assim, nas últimas 24h, Campo Grande confirmou 155 novos casos de Covid-19, chegando a 72.999 até agora. Destes, 862  cumprem isolamento domiciliar, pois estão com o vírus ativo, mas não apresentam sintomas ou apenas sintomas leves da doença.

Por outro lado, 239 pessoas estão internadas com a doença, sendo que 124 estão em leitos clínicos e 115 estão em leitos críticos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva). São 123 pacientes em leitos públicos (SUS) e 116 na rede particular.

Jornal Midiamax