Cotidiano

Campo Grande autoriza aulas em universidades e libera turmas com 50% em escolas

A Prefeitura de Campo Grande publicou no Diogrande (Diário Oficial do Município) desta terça-feira (23) decreto que autoriza o retorno das aulas presenciais nas universidades. Além disso, amplia para 50% a lotação nas escolas particulares que já retornaram. Conforme o texto, também podem retornar com as aulas presenciais as faculdades, cursos pré-vestibular, cursos técnicos, ens...

Gabriel Maymone Publicado em 23/02/2021, às 11h23 - Atualizado em 24/02/2021, às 09h48

Universidades podem retornar com aulas presenciais desde que respeitem lotação de 50% das turmas. (Foto: Reprodução)
Universidades podem retornar com aulas presenciais desde que respeitem lotação de 50% das turmas. (Foto: Reprodução) - Universidades podem retornar com aulas presenciais desde que respeitem lotação de 50% das turmas. (Foto: Reprodução)

A Prefeitura de Campo Grande publicou no Diogrande (Diário Oficial do Município) desta terça-feira (23) decreto que autoriza o retorno das aulas presenciais nas universidades. Além disso, amplia para 50% a lotação nas escolas particulares que já retornaram.

Conforme o texto, também podem retornar com as aulas presenciais as faculdades, cursos pré-vestibular, cursos técnicos, ensino médio e fundamental a partir do dia 8 de março.

A publicação autoriza, ainda, a ampliação de 30% para 50% a capacidade máxima de alunos por turma, desde que atenda ao distanciamento mínimo previsto no plano de biossegurança municipal, que é de 1,5 m.

Retorno dos estudantes

A maioria dos colégios particulares de Campo Grande retornou com as aulas de forma híbrida já no fim de janeiro. Até então, a regra era de observar a lotação de 30% das turmas, com exceção do ensino fundamental, que permitia a presença de 50% dos alunos.

Na rede municipal de Campo Grande, as aulas começaram no dia 8 de fevereiro de forma remota. O retorno híbrido já é certo e as escolas já estão se preparando para receber os alunos, porém, a data ainda não foi definida.

Já a Rede Estadual inicia o ano letivo somente no dia 8 de março, sendo que a primeira semana será para orientação pedagógica. A definição sobre o formato das aulas deve ser dada essa semana.

Jornal Midiamax